VOCÊ PRECISA IR À IGREJA PARA SER UM BOM CRISTÃO?

2
45

Conheço muitos cristãos que não querem ou não gostam de ir à igreja. E por ir à igreja entendo, para fins desta postagem, frequentar qualquer comunidade cristã organizada, onde se estude a Bíblia, se cultue a Deus e os sacramentos (batismo e santa ceia) sejam ministrados. Enfim, onde haja verdadeira comunhão entre pessoas que seguem a Cristo. 

Agora, é possível alguém ser um cristão verdadeiro sem ir à igreja? Teoricamente, poderia ser possível. Mas, na prática, eu acredito que não. 

Os estudos mostram que são três as razões mais comuns para o afastamento das pessoas das igrejas cristãs: decepção com Deus, decepção com as igrejas e outras prioridades na vida. E às vezes há mais de uma razão atuando e elas se reforçam entre si. Vamos ver isso mais de perto.

Decepção com Deus 
A decepção costuma estar ligada a experiências ruins que a pessoa passou diretamente ou viu alguém próximo dela passar. Assim, a origem da decepção costuma estar na morte ou doença de um ente querido, numa perda financeira, numa violência sofrida ou outra situações para as quais a pessoa não encontrou uma explicação. 
E nesses casos, as pessoas costumam fazer uma pergunta: por que Deus permitiu que isso acontecesse comigo ou com quem amo? E se a pessoa que fez essa pergunta não encontrar uma resposta que a convença, pode acabar concluindo que Deus não foi justo com ela. E acaba se decepcionando com Deus e se afastando do convívio dos demais cristãos. 
Eu não tenho espaço aqui para desenvolver uma resposta que explique o sofrimento humano – já escrevi sobre isso aqui no site. Agora, é um enorme erro decepcionar-se com Deus por não conseguir entender a situação que se está vivendo. Quem age assim é porque não tinha uma fé sólida. Jesus comparou esse tipo de situação a uma casa construída sobre terreno pouco sólido, que cai quando bate o vento forte.
Outra causa de decepção com Deus é a “teologia tóxica”. Ensinamentos que os líderes religiosos dão às pessoas e que não têm base bíblica. Por exemplo, certas igrejas incentivam as pessoas a fazer verdadeiras “trocas” com Deus. Elas desafiam as pessoas a dar mais dinheiro para a igreja para receberem mais bençãos de Deus.
Quando as pessoas acreditam numa teologia tóxica, passam a esperar coisas irreais de Deus. E suas expectativas acabam frustradas. E elas podem acabar se decepcionando com Ele, sem justificativa para isso. 
Decepção com as igrejas
As disfunções que muitas igrejas têm acabam por gerar muita decepção nas pessoas e muitas delas acabam por se afastar. 
Por exemplo, há comunidades religiosas que são tão rigorosas nas suas exigências quanto ao comportamento esperado dos fiéis, que as pessoas acabam por se sentir vivendo numa verdadeira prisão. E acabam, num determinado momento, dando passos para se libertar.
Há também igrejas onde os líderes têm comportamento moral reprovável, fazendo mal uso do dinheiro arrecadado, envolvendo-se em negociatas ou em relações ilícitas. E quando as pessoas percebem isso, elas se decepcionam e se afastam. O problema é que elas passam a pensar que todas as igrejas são iguais e que nenhuma serve, quando isso não é verdade. Há inúmeras igrejas cristãs que são sérias. Podem não ser perfeitas (nenhuma é), mas agem com correção.
Baixa prioridade
Muitas pessoas não tem disposição para congregar em qualquer igreja porque dão baixa prioridade a isso. Muitas outras coisas são mais importantes para elas do que cultuar a Deus todo domingo, por exemplo.
E a desculpa mais comum para esse tipo de comportamento é alegar falta tempo, coisa que certamente não é verdade, pois essas mesmas pessoas têm tempo para fazer muitas outras coisas. 
A baixa prioridade costuma ter diferentes causas. Mas, há duas delas que são especialmente fortes. Uma delas é porque as pessoas não querem mudar suas vidas. Sua prioridade é manter seu estilo de vida atual, com o qual estão satisfeitas. Elas sabem que se entrarem de cabeça na vida cristã vão precisar abandonar certos “pecados de estimação” e simplesmente não querem fazer isso. 

Outra causa da baixa prioridade dada à vida nas igrejas é a falta de percepção da importância da comunhão entre os irmãos na fé. Muitas pessoas pensam que podem desenvolver sua fé por conta própria. Mas, a prática demonstra que não é bem assim. E Jesus sempre priorizou a vida em comunidade. Basta lembrar que Ele desenvolveu seu ministério entre um bando de discípulos.

O ser humano não foi criado por Deus para viver sozinho. Ele sempre precisa de outras pessoas. E não é diferente no campo espiritual. Simplesmente, não dá para crescer na fé sozinho. Não dá para passar pelas tribulações da vida sem ter apoio dos irmãos. É preciso ter companhia para compartilhar dúvidas e o sofrimento. A vida em comunidade é fundamental para manter uma fé forte e estável.

Conclusão
Se você anda afastado da igreja, seria bom avaliar sinceramente as verdadeiras razões que o(a) afastaram. Ao fazer essa análise, evite construir desculpas para si mesmo(a). Seja sincero consigo mesmo.

Por exemplo, eu me afastei por certo tempo, quando jovem, por não dar prioridade à vida espiritual.  Tinha muitas outras coisas mais importantes na minha vida. Somente com mais maturidade e depois de um período de sofrimento, mudei minhas prioridades na vida e voltei a dar importância à vida em comunhão com os irmãos na fé. 

O seu problema pode ser esse ou outro qualquer, conforme eu comentei acima. Mas, você precisa encontrar a causa e combatê-la. Uma vida cristã adequada inclui ir à igreja com frequência. O apoio de uma boa comunidade de irmãos na fé é fundamental para a vida espiritual. Pode ter certeza disso.

Com carinho

2
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Vinicius MouraAnônimo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Anônimo
Visitante
Anônimo

Eu creio verdadeiramente em meu Deus, e não frequento nenhuma igreja, mas acho que tem muitos na igreja que não cumpre de acordo sua religião, uns que vai a igreja todos os dias, conheço muitos e são apenas uns falsos que na igreja é fiel e fora da igreja se torna irresponsáveis, irritados, ambiciosos, falsos e tudo que pensar de ruim, não tou pra julgar ninguém, apenas vejo isso em alguns, há alguns criminosos, estrupadores, e pessoas que cometem adultério que vai a igreja e pensa que ta salvos apesar de criticar os católicos…Somente a fé te salva, não igreja… Read more »

Vinicius Moura
Visitante

Acho que você confunde duas coisas. Uma delas é o fato de existirem igrejas com doutrinas erradas e pastores com comportamento inadequado. Isso é verdade, não há dúvida alguma. E você deve fugir dessas igrejas e pastores. Agora, outra coisa é o fato do cristianismo ser uma religião que deve ser vivida em comunidade. É isso que a Bíblia ensina. E há experiências que você somente vai viver na igreja. Por exemplo, é ali que você vai tomar a santa ceia. A tese que defendo é que você, assim como todos nós, deve encontrar alguma igreja onde se sinta bem… Read more »