VOCÊ DEVE SE CONTENTAR COM O QUE TEM PARA SER FELIZ?

0
21596

Participei, alguns domingos atrás, de uma aula de Escola Dominical muito interessante, cujo tema era “como ser feliz”.

Acho esse tema muito importante porque todo mundo busca ser feliz. E muita gente pensa que, ao se converter ao cristianismo, ganhou um “seguro de vida” de Deus, garantindo sua felicidade. E isso está longe de ser verdade. 

“Felicidade”, na forma como entendemos isso hoje em dia, não é um conceito bíblico. Ser feliz, na Bíblia, tem sempre a ver com um relacionamento profundo e proveitoso com Deus e não com realização pessoal, casamento feliz com a “alma gêmea”, segurança financeira, conforto, saúde e outras coisas assim.

Durante a aula, foi comentado pela professora que muitos filósofos defendem a tese de que a felicidade tem muito a ver com aprender a se satisfazer com aquilo que já se tem, em lugar de ficar lamentando o que não se pode ter. Em outras palavras, a felicidade passa em boa parte por aprender a lutar por metas de vida bem realistas. 

E esse parece ser um bom conselho. Mas será que é mesmo? Minha resposta para essa pergunta é “sim e não”, pois depende do que se está realmente falando.

Por um lado, é preciso aprender a valorizar aquilo que já se tem, para ser grato(a) a Deus. Essa é uma postura correta e importante, pois gratidão é uma coisa que agrada a Deus e leva ao aprofundamento do relacionamento com Ele. 

Mas, por outro lado, somente desejar aquilo que se pode obter, de certa forma, mata o sonho e torna a vida medíocre. Afinal, é da própria natureza do ato de sonhar querer algo que parece inalcançável. E a história está cheia de exemplos de pessoas que sonharam o “impossível” e venceram.

Willam Wilberforce foi um aristocrata inglês, que viveu entre a segunda metade do século XVIII e o começo do século XIX. Quando era jovem, assim como tantos outros que também tinham vida privilegiada, mostrou-se egoísta e mimado. E viveu uma vida fútil até que se converteu e aí passou a sonhar em mudar a vida do seu país. 

A situação social da Inglaterra naquela época era trágica: as crianças pobres começavam a trabalhar aos seis anos de idade, 25% das mulheres de Londres eram prostitutas, o alcoolismo era verdadeira epidemia, isso tudo sem contar a escravidão da população negra, chaga social terrível.

Wilberforce sonhou o impossível e conseguiu fazer a diferença. Munido de coragem e apoiado na  sua fé, entrou para a política e lutou por mais justiça social durante décadas, conseguindo que o Parlamento inglês fizesse várias leis importantes, que minoraram o sofrimento dos mais pobres e fracos. Sua última e maior vitória – o fim da escravidão – somente tornou-se lei dois dias antes da sua morte. 

Se Wilberforce tivesse ficado na sua zona de conforto, querendo apenas aquilo que parecia ter condições de realizar, nada disso teria acontecido. Talvez sua vida tivesse sido mais fácil, mas teria sido desperdiçada.

E o mesmo posso dizer de Moisés e sua luta para tirar o povo de Israel da escravidão no Egito; Martin Luther King, com sua cruzada para mudar as leis discriminatórias nos Estados Unidos; e Nelson Mandela, que passou trinta anos preso, mas acabou com o regime do “apartheid” na África do Sul. Isso sem esquecer de Paulo, que fez viagens missionárias difíceis, contribuindo para espalhar o cristianismo no Mediterrâneo; e Madre Teresa, que lutou contra a doença e a miséria na cidade de Calcutá, na Índia.

Penso que a resposta correta para você levar uma vida feliz, segundo o ponto de vista bíblico, passa por aprender a querer o mesmo que Deus deseja para sua vida. 

Isso significa reconhecer, antes de tudo, que Deus sabe o que é melhor para você. Ele conhece com precisão aquilo que você pode executar e conseguir. E ainda mais, se Ele colocar no seu coração o anseio por fazer ou conseguir determinada coisa, também dará para você os meios e a capacidade para ter sucesso.

Foi Deus quem capacitou Moisés para enfrentar o faraó do Egito, o rei mais poderoso da sua época. Foi também Ele quem capacitou Paulo, Wilberforce, Mandela, Luther King, Madre Teresa e tantas outras pessoas, para conseguirem o que parecia ser impossível.

Concluindo,  que pode fazer você feliz é simples: aprender a querer para sua vida aquilo que é a vontade de Deus. Aprender a sonhar os sonhos que Deus tem para você. Só isso.

Com carinho

Deixe um comentário

avatar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
Notify of