VENDO O MESMO FATO DE FORMAS DIFERENTES

0
194

Uma verdade conhecida é que os relatos de diferentes pessoas a respeito de um mesmo fato tendem a divergir, pelo menos nos detalhes sobre o que de fato ocorreu. Tanto isso é verdade que, quando duas testemunhas relatam exatamente os mesmos detalhes, juizes, promotores e policiais sempre desconfiam que houve combinação prévia dos depoimentos e as testemunhas perdem credibilidade.

Ocorre que pessoas diferentes observam o mesmo fato de maneira distinta. E nem estou aqui considerando possíveis mentiras – parto do pressuposto que as testemunhas sejam pessoas confiáveis e queiram dizer a verdade.

E há várias razões para que os testemunhos sejam diferentes entre si – vou apresentar apenas duas razões dentre as várias que poderia apontar. Primeiro, porque as testemunhas provavelmente estavam em lugares diferentes quando o fato aconteceu e não viram realmente as mesmas coisas: por exemplo, uma arma pode ter ficado visível para uma testemunha e não para a outra e/ou uma das testemunhas pode ter ouvido algo que a outra não conseguiu ouvir. E assim por diante.

Depois, porque as duas testemunhas usam diferentes “lentes” – convicções religiosas e políticas, experiências anteriores, relações afetivas, etc – para ver as coisas e não há como evitar isso.

Por exemplo, imagine que o fato em questão fosse uma suposta agressão de um marido à sua mulher. E que uma das testemunhas conhecesse bem o casal e soubesse que o homem já tinha agredido sua esposa antes. Assim, se essa testemunha presenciar o que parece ser uma agressão por parte do marido, ela vai “preencher” na sua mente os eventuais vazios (coisas que não viu de fato) de acordo com suas impressões prévias e poderá acabar se convencendo ter visto de fato uma violenta agressão. Já outra testemunha, que não conhecesse o casal, poderá ver as coisas de forma mais equilibrada.

Falo tudo isso porque os quatro Evangelhos – Mateus, Macos, Lucas e João – dão testemunhos diferentes dos eventos acontecidos na vida de Jesus. É de se esperar, portanto, que os quatro relatos não sejam iguais nos seus detalhes, caso contrário seria o caso até de desconfiar da veracidade dos relatos.

O nascimento de Jesus, por exemplo, é relatado apenas por Mateus e Lucas. O primeiro foi um dos apóstolos, enquanto que o segundo foi companheiro de Pedro e Paulo, e os dois autores certamente se basearam em fontes de informação (testemunhas) diferentes para comporem seus respectivos relatos.

Mateus escolheu como “lente” relatar os fatos do ponto de vista de José, ou seja uma visão masculina. A genealogia que aparece nesse Evangelho, por exemplo, mostra como Jesus descende de Davi, através de José – é essa genealogia que os demais judeus sempre consideravam ao olhar para Jesus. Era a genealogia oficial, digamos assim.

O apóstolo (ver capítulos 1 e 2) não dá muitos detalhes sobre o que aconteceu – cita a concepção de Maria pelo Espírito Santo, a visita dos magos, a matança das crianças por Herodes, a fuga para o Egito e o retorno a Nazaré (local de origem da família).

O grosso das informações que temos sobre o nascimento – como o bebê na manjedoura, a aparição de anjos e a visita dos pastores – está no relato de Lucas (ver capítulos 1 e 2). Esse Evangelho apresenta o ponto de vista de Maria e, não por acaso, traz detalhes como a visita dela, já grávida, a sua prima Isabel, futura mãe de João Batista. Ali está também a genealogia de Jesus pelo lado de Maria (que também passa por Davi) – digamos assim sua genealogia sob o ponto de vista genético.

É claro que a totalidade dos fatos que ocorreram no nascimento de Jesus é resultado da soma do que Mateus relatou mais o que Lucas contou mais as muitas informações que ficaram de fora desses relatos por limitação de espaço e/ou por serem detalhes desconhecidos pelas testemunhas que orientaram Mateus e Lucas.

É importante que você tenha essas coisas em mente quando ler os Evangelhos e principalmente quando ouvir por aí que a Bíblia é cheia de contradições, o que não é verdade.

Com carinho

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of