UM SINAL DA PRESENÇA DE DEUS

1
216

Há um sinal claro da presença de Deus. Quando sua presença se faz notar num determinado lugar e as pessoas estão em conexão íntima com Ele, sempre acontece uma coisa: há reverencia. As pessoas se comportam de forma diferente, pois percebem a presença de Deus.

Lembro-me bem do dia em que entrei na catedral anglicana em Londres, dedicada ao apóstolo Paulo. Os vitrais filtravam a luz de forma especial, dando ao ambiente um ar misterioso e solene. E havia uma música suave ao fundo que tornava essa sensação ainda maior.

Imediatamente minha atitude mudou. Eu estava descontraído, fazendo brincadeiras e falando meio alto, como todo bom brasileiro. Imediatamente meu estado de espírito mudou. Passei da descontração à reverência. Sentei-me num banco, passei a falar em voz baixa e meu pensamento automaticamente se voltou para Deus. 

E também sempre me senti assim ao entrar na igreja metodista do Catete, no Rio de Janeiro, onde passei minha infância. Para mim, talvez por conta das minhas memórias de criança, há algo de especial naquele lugar.

O filósofo Paul Woodruff disse que reverencia é a atitude própria de quem se coloca de forma humilde diante algo muito maior. Trata-se de ficar maravilhado diante de algo muito maior, que faz a pessoa perceber suas próprias limitações e pequenez. 

O profeta Isaías passou por isso, quando teve uma visão de Deus. Ficou aterrorizado e disse (Isaías capítulo 6, versículo 5): 

…Aí de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei… 

Atualmente são poucas as coisas que geram reverencia nas pessoas. Por exemplo, a chegada de um filho ao mundo pode causar reverencia diante do que parece ser um milagre criador. A morte de alguém também gera reverencia porque nos coloca frente a frente com nossa própria limitação. Finalmente, a contemplação da natureza também costuma gerar reverencia porque nela vemos a grandiosidade do Criador.

Todas essas situações – nascimento, morte e contemplação da natureza – apontam para Deus. E isso faz todo sentido porque nada deve causar mais reverencia do que a presença dele. Foi exatamente isso que o profeta Isaías expressou ao dizer: Aí de mim, porque vi a Deus!

Vivemos atualmente numa cultura onde são reverenciadas coisas como fama, dinheiro e poder, que nada têm a ver com Deus. São essas as coisas que realmente importam para as pessoas hoje em dia.

Além disso, as pessoas passaram a ter comportamento informal demais. Deixaram de se preocupar com a presença do Sagrado – entram e saem das igrejas como se estivessem em qualquer outro lugar. Conversam, contam piadas, ficam distraídas, etc. E um sinal claro disso é o fato que as maravilhosas catedrais centenárias da Europa viraram centros de turismo, com hordas de pessoas andando para cá e para lá, tirando fotos, brincando, etc. O que menos preocupa as pessoas é a presença de Deus.

Reverencia verdadeira requer atenção aos detalhes e para isso é preciso ter tranquilidade. Ter tempo. E as pessoas parecem não conseguir fazer isso. Vivem com tanta pressa que nem prestam atenção no que está no seu entorno, exceto talvez no seu celular.

A liturgia dos serviços religiosos, como os cultos, procura justamente quebrar o ritmo normal de vida e obrigar as pessoas a se comportarem de modo diferente. Por isso a liturgia costuma ter um ritmo próprio, mais lento, e dá importância a detalhes – como a decoração, a ordem na qual as coisas são ditas, etc. Os detalhes se tornam importantes. 

Infelizmente, sob a desculpa de tornar a liturgia mais “moderna”, a prática vem mudando para se adaptar à “falta de tempo” das pessoas, á sua impaciência. Assim, as cerimônias tornaram-se mais curtas, mais despojadas, mais diretas e mais informais. Mas, também ficaram menos reverentes e provavelmente menos relevantes.

A capacidade de sentir e reverenciar a presença de Deus é mais um sinal importante da sua saúde espiritual. Se você não consegue se sentir extasiado diante de algo infinitamente maior e mais importante do que você, se sua atitude não muda quando ora, louva ou jejua, algo está faltando na sua vida espiritual. Algo não está indo bem. 
Afinal, a presença de Deus e a reverencia sempre andam sempre juntas. Uma nunca aparece sem a outra. A reverencia é um sinal importante. E se a reverência não se faz notar, é porque não há conexão com Deus.
Com carinho

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Anônimo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Anônimo
Visitante
Anônimo

Obrigada Vinicius estava procurando algo sobre reverência e foi muito bom ler essas palavras.