TENTAÇÃO, ONTEM E HOJE

0
362

O relato da queda de Adão e Eva (Gênesis capítulo 3) fala de tentação. Ele conta sobre como os primeiros seres humanos pecaram, ao comer o fruto proibido de uma árvore situada no meio do Jardim do Éden, onde viviam. Adão e Eva desobedeceram a Deus depois de serem tentados pela serpente (Satanás). E, por causa do que fizeram, acabaram expulsos do Jardim do Éden e foram forçados a viver uma vida de dificuldades.

O desejo de Adão e Eva de desobedecer veio por conta de três coisas. Em primeiro lugar, o fruto da tal árvore era bonito, atraente e parecia gostoso (versículo 6). E é exatamente assim que o pecado costuma se apresentar – bom aspecto, desejável, até mais do que isso, alguma coisa que a pessoa julga merecer ter.

Se o pecado tivesse cara feia ou fosse ruim, ninguém pecaria. Simples assim. Pecamos, dentre outras coisas, porque o pecado é agradável e gera prazer. Porque ele preenche desejos que vão nos nossos corações.

Por isso o pecado é extremamente perigoso: torna-se muito difícil ficar livre dos maus hábitos, depois deles se instalarem na vida da pessoa.

Segundo, Adão e Eva pecaram também por não acreditar que Deus cumpriria sua palavra e iria castigá-los por desobedecer (versículos 3 e 4). A realidade é que muita gente simplesmente não tem temor (respeito) a Deus. Pensam que têm direito de fazer as coisas que quiserem e se não cometerem erros considerados graves (matar, roubar, etc), estão no bom caminho e vai dar tudo certo no final.

Mas não é isso que a Bíblia diz – ali está dito que muitas pessoas serão salvas e outras tantas condenadas. Isto é, o pecado tem sim consequências terríveis e é preciso ter temor a Deus.

A terceira é última razão para o pecado de Adão e Eva foi a vontade deles de serem parecidos com Deus (versículo 5). A serpente usou essa ideia para argumentar que Deus não queria que eles tivessem mais conhecimento pois temia que os seres humanos se tornassem divinos. Em outras palavras, o argumento de Satanás foi que Deus tinha ciúme do crescimento intelectual dos seres humanos.

Ora, isso é um absurdo pois os seres humanos foram criados por Deus e nunca poderão ser como Ele. Não há comparação possível dos seres humanos com um Ser que sabe tudo, pode fazer tudo, está fora do tempo e do espaço e por aí vai.

Essa percepção – de alguma forma o ser humano pode competir com Deus -, que chamo de “arrogância intelectual”, continua muito presente nos dias de hoje. Boa parte dos cientistas não acredita em Deus e pensa, de certa forma, ocupar seu lugar, quando os segredos do universo e da natureza são desvendados e manipulados.

O fato é que os seres humanos têm conhecimento limitado e sempre será assim, pois são entidades limitadas. Só Deus tem conhecimento absoluto e sabe tudo aquilo que há para saber. 

As causas do pecado de Adão e Eva – a atração do mal, a falta de temor a Deus e a arrogância intelectual – sempre estiveram presentes na história da humanidade. E a tentação gerada por elas continua levando as pessoas a pecar e a escolher caminhos que as afastam de Deus.

A tentação que destruiu a vida espiritual de Adão e Eva continua a se fazer presente hoje e é tão forte como era antes. E é preciso muito cuidado para também não cairmos nela.

Com carinho

Total Views: 6 ,

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of