SANTOS NÃO TÃO SANTOS ASSIM

3
318

Se você tivesse oportunidade de conviver com alguns dos grandes personagens da Bíblia – homens e mulheres como Abraão, Sara, Jacó, Rute, Davi, Pedro, Paulo, etc – o que pensaria sobre essas pessoas? Será que veria nelas santidade? Acharia que elas foram muito melhores do que você ou eu?

Acho que dificilmente essa seria a sua impressão, pelo menos na maioria dos casos. Boa parte dessas pessoas tinha profissão sem qualquer destaque, como Pedro, simples pescador, ou Paulo, fabricante de tendas. E, quando olhadas bem de perto todas essas pessoas mostraram seus defeitos.

Por exemplo, Davi adulterou com a mulher de um dos seus mais fiéis auxiliares (Urias) e quando a mulher engravidou e não mais podia esconder seu pecado, Davi encontrou uma forma de fazer Urias ser morto em batalha. E depois se casou com a viúva, que foi a mãe do futuro rei Salomão. 

Jacó enganou seu irmão gêmeo, Esaú, algumas vezes e inclusive roubou-lhe a benção de seu pai (Isaque). Já Abraão vendeu sua mulher para o faraó e depois a recuperou, realizando um grande lucro com essa “transação”. 

Pedro era fanfarrão, impulsivo e medroso, por isso prometeu que iria seguir Jesus até o fim, mas o negou vergonhosamente, por três vezes, pouco tempo depois. 

Pelo menos Pedro ainda se deu conta do que tinha feito e chorou arrependido. Já Davi, Abraão e Jacó nem isso. Foi preciso que Deus mandasse um profeta (Natã) mostrar para Davi seu grande pecado, para que o rei finalmente se arrependesse. 

Ora, como sabemos que essas pessoas foram muito importantes na história da fé cristã, temos o hábito vê-las como seres humanos especiais, muito melhores do que os demais. E o fato da Igreja Católica ter criado o rótulo de “santos/as”, atribuído à maioria dessas pessoas, acabou por perpetuar essa percepção. Santos/as são vistos meio como super-homens e super-mulheres.

Mas não foi nada disso. Essas pessoas eram como você e eu, cheias de dúvidas, contradições, lutando para dar sentido à sua vida. E é exatamente isso que dá valor ao que conseguiram fazer. Mesmo sendo pessoas comuns, por conta da sua fé, persistência, coragem e capacidade de ouvir a voz de Deus, elas conseguiram realizar coisas extraordinárias – fizeram história e são lembradas até hoje.

Isso tem muito mérito, justificando que sejam reconhecidas, admiradas e citadas como exemplo de vida pelo povo cristão. E é exatamente daí que decorre o grande ensinamento da vida de todas essas pessoas: qualquer um/a de nós pode fazer a diferença na implantação do Reino de Deus aqui na terra. Se essas pessoas citadas na Bíblia conseguiram fazer isso, você e eu também podemos. Basta querer, aprender com a experiência de vida dessas pessoas, conforme os relatos feitos na Bíblia, e colocar tudo em prática. Só isso.

Com carinho       

3
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Vinicius MouraDennis SousaMárcia Oliveira Recent comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Dennis Sousa
Visitante
Dennis Sousa

Se tivermos que nos tornar “santos” antes de buscar a Deus, complica tudo. Somos seres muito falhos. Mas para o Senhor, cada um é valioso, pois nós somos o motivo pelo qual ele enviou Jesus Cristo.

Márcia Oliveira
Visitante
Márcia Oliveira

Muito boa reflexão