POR QUE JESUS FOI TENTADO POR SATANÁS?

0
1958

Logo depois de ser batizado (veja mais), Jesus foi para o deserto da Judeia e ficou orando e jejuando por 40 dias e noites, em preparação para o início do seu ministério. Ao final desse período de sacrifício, certamente chegou ao limite de suas forças, pois quarenta dias sem comer parece ser o máximo que um ser humano consegue aguentar sem enfrentar problemas sérios de saúde. 

E aí aconteceu algo perturbador: Satanás ousou tentar Jesus para acabar com seu ministério antes mesmo dele começar (Mateus capítulo 4, versículos 1 a 11).  

Como Satanás pode tentar Deus?

A Bíblia diz que não se pode tentar Deus (Tiago capítulo 1, versículo 13), então como esse fato aconteceu? A explicação é simples: Jesus viveu neste mundo como um ser humano e nunca usou seu poder divino para conseguir qualquer coisa – o texto bíblico fala que Ele se “esvaziou” voluntariamente da sua divindade para poder conseguir viver num corpo humano (Filipenses capítulo 2, versículos 7 a 11). Em outras palavras, Ele continuou sendo Deus, mas voluntariamente escolheu não usar seus poderes sobrenaturais enquanto viveu entre nós – todos os milagres que fez tiveram por base sua fé e o poder do Espírito Santo.

Então, Jesus foi tentado como homem e não como Deus. E é exatamente por isso que seu comportamento durante a tentação tem aplicação nas nossas vidas: se um homem pôde resistir à tentação num momento de grande fraqueza física e mental, nós também temos capacidade para fazer o mesmo.   

O conteúdo da tentação  

Satanás tentou Jesus por três vezes. Na primeira vez, desafiou-o a transformar pedras em pão, para matar sua fome. Na segunda, desafiou Jesus a se jogar de um ponto alto para provar que os anjos iriam segurá-lo. E na terceira vez, Satanás prometeu a Jesus o domínio sobre todos os reinos do mundo, caso Jesus o adorasse.

É interessante perceber que, durante a tentação, Satanás citou diversos versículos dos Salmos apropriados à situação e isso demonstra que ele conhece a Bíblia melhor do que a maioria dos(as) cristãos(ãs). Demonstra também que versículos bíblicos tirados do contexto podem fazer muito mal às pessoas (veja mais).

Agora, Jesus respondeu a Satanás também com citações bíblicas (do Deuteronômio), colocando as coisas de volta no seu contexto correto. Quanto ao desafio de Satanás para que Jesus conseguisse comida por meio de um milagre, nosso Senhor respondeu que o ser humano não vive só do alimento físico, mas também do alimento espiritual (os ensinamentos de Deus). 

No caso do desafio de se atirar de um lugar alto para ser sustentado por anjos, Jesus lembrou que isso seria tentar a Deus, o que é proibido. 

Finalmente, para o caso da promessa de receber a dominação dos reinos do mundo, caso Jesus adorasse a Satanás, Ele respondeu que somente se pode adorar a Deus.

O objetivo da tentação

O conteúdo real dessa tentação teve dois aspectos diferentes: desafiar Jesus a usar seu poder divino para conseguir o que necessitava como homem (o que se aplica às duas primeiras tentações) e testar sua ambição (a terceira tentação).

Houve uma tentação parecida às duas primeiras, em outro momento difícil da vida de Jesus: refiro-me ao desafio que Jesus recebeu de soldados romanos, quando já estava pregado na cruz, para usar seu poder e se salvar (Mateus capítulo 27, versículos 41 a 44).

Se Jesus tivesse cedido a essas tentações, teria tornado seu ministério infrutífero. Afinal, Ele é nosso padrão de comportamento e tal papel teria sido prejudicado se houvesse pecado na sua vida terrena.  

Comentários finais

Jesus, nas respostas que deu a Satanás, nunca alegou que o Demônio não tinha poder para entregar o domínio dos reinos do mundo a quem quer que seja. E Jesus não alegou isso por uma razão muito simples: a Bíblia afirma que Satanás é “o príncipe deste mundo” (João capítulo 14, versículo 30).

Outro aspecto importante a considerar foi o interesse de Satanás em fazer que Jesus o adorasse. E se você tinha qualquer dúvida da importância do ato de adorar no mundo espiritual, a terceira tentação feita a Jesus prova essa verdade com clareza.

A resposta de Jesus a essa tentação embutiu dois ensinamentos importantes. Primeiro, ao afirmar que o ser humano somente pode adorar a Deus, Jesus reafirmou sua natureza humana. Depois, mostrou como a ambição de poder não pode dominar o ser humano.

O último comentário importante tem a ver com o resultado final de todo esse processos Satanás se afastou depois que Jesus resistiu às tentações. E é exatamente isso que a Bíblia ensina: quando resistimos, ele foge de nós (Tiago capítulo 4, versículo 7). 

Com carinho 

Total Views: 6131 ,