O PRIMEIRO MILAGRE DE JESUS

5
1127

Você sabe qual foi o primeiro milagre feito por Jesus, A primeira vez em que Ele demonstrou seu poder em público? Vou contar, para quem não sabe ou não se lembra.

A primeira vez em que se faz alguma coisa significativa costuma ter importância na vida da pessoa: a primeira festa, o primeiro amor, o primeiro filho e o primeiro emprego. As festas de quinze anos foram cridas para comemorar a primeira vez em que a moça participa de uma baile.  E assim por diante.  

Por isso, o primeiro milagre, dentre tantos que Jesus realizou deve ter sido muito significativo. E foi mesmo: Ele transformou simples água em vinho, quando estava numa festa de casamento. O ato de Jesus naquela festa traz ensinamentos muito importantes para nossas vidas. 

Os fatos (João capítulo 2, versículos 1 a 12)
O tal casamento deve ter acontecido numa família com a qual a família de Jesus tinha bastante intimidade, tanto assim, que Maria participou dos “bastidores” da festa. A mãe de Jesus estava preocupada com que tudo corresse bem.

E ela percebeu que o vinho servido aos convidados tinha acabado, coisa que iria gerar muita vergonha para os noivos, caso fosse notada pelo convidados. E Maria resolveu ajudar. Procurou Jesus e pediu-lhe que fizesse alguma coisa.

A resposta de Jesus foi surpreendente – numa primeira leitura, parece até meio rude. Disse Jesus: “Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora“. Há uma explicação para essa fala de Jesus: Maria esperava uma intervenção miraculosa do seu filho e Ele não tinha intenção de fazer um milagre naquela altura dos acontecimentos, pois seu ministério ainda não tinha começado. Mas, como pedido de mãe sempre acaba sendo atendido…

Jesus pediu aos empregados que juntassem seis talhas de pedra e as enchessem com água. O pedido de Jesus deve ter causado espanto nos empregados, pois aquelas talhas, com capacidade para cerca de 30 litros cada uma, eram objetos que tinham uso muito específico – elas serviam para banhos de purificação. Para você entender melhor o espanto causado ali, teria sido como se Jesus tivesse entrado numa igreja e pedido para usar o batistério como se fosse uma piscina para o lazer. 

Mesmo surpresos, e ante a insistência de Maria, os empregados fizeram o que Jesus tinha pedido. Encheram as talhas e, para sua enorme surpresa, a guá foi transformada em vinho. E o milagre ocorreu sem que Jesus tivesse tocado nas talhas ou dito qualquer palavra especial. 

Jesus agiu de forma quieta e, com certeza, muitos convidados nem perceberam o que acabara de acontecer. Agora, imagina a propaganda que um desses tele-evangelistas, que estão sempre na televisão hoje em dia, teria feito caso conseguisse realizar o mesmo milagre. Mas, Jesus não chamou qualquer atenção para si mesmo.

E o vinho criado por Jesus era tão bom que os convidados comentaram ter sido rompida uma tradição bem estabelecida: os donos da festa serviam primeiro a bebida boa e depois, aproveitando-se do fato das pessoas terem ficado “alegres”, empurravam para os convidados o vinho mais barato.

O significado do milagre
Penso que há pelo menos quatro ensinamentos a tirar desse milagre:  

1. A melhor preparação humana nunca garante que tudo vai dar certo
Tudo que o ser humano faz tem limitações – naquela oportunidade, foi o vinho acabou. Mas, o problema poderia ter sido outro – lembro de uma festa de casamento em que a confeiteira contratada esqueceu de fazer o bolo… 

Problemas inesperados costumam ser uma realidade da qual ninguém consegue escapar. E ter consciência disso faz com que o ser humano se torne mais humilde.

2. O ser humano é impotente para resolver alguns dos seus maiores problemas
Naquela oportunidade, os donos da festa não tinham como conseguir mais vinho e isso os deixaria muito mal com os convidados. Mas, o problema sem solução poderia ter sido uma doença séria, o desemprego ou uma crise familiar. 

Cada pessoa, cedo ou tarde, esbarra com determinados limites na sua vida. Há coisas que não é possível resolver com os próprios esforços. E só a ajuda de Deus pode permitir superar esses limites. Sem a ação de Deus, a “festa” da vida acaba.

Se Jesus for convidado para participar da “festa” da sua vida, sempre haverá motivo para festejar. Afinal, Ele tira recursos de onde você nem imagina que seja possível. Jesus transforma sua derrota em vitória, sua doença em saúde, sua falta de dinheiro em abundância e assim por diante. E só ele pode fazer isso. 

3. Deus é sensível aos nossos apelos
Jesus não queria fazer milagres naquela altura da sua vida: ainda não era a hora certa. Mas, sua mãe pediu e Ele foi sensível ao apelo que recebeu.

Da mesma forma, sua oração, seu apelo a Deus, pode mudar as circunstâncias da sua vida. Deus ouve o que as pessoas pedem e e reage a esses pedidos.

4. Nenhum objeto ou lugar é santo por si mesmo
Para Jesus, as talhas de pedra usadas para purificação das pessoas eram apenas vasos. O uso normal dessas talhas podia ser considerado especial, as as talhas em si mesmas nada tinham de diferente.

Em outras palavras, o que santifica um objeto ou lugar é o uso que Deus faz dele e somente isso. As coisas materiais não são santas por si mesmas. Elas se tornam especiais apenas por causa do uso que Deus venha fazer delas.

Com carinho

5
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Giorgio Oliveira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Anônimo
Visitante
Anônimo

pedido de milagre. eu queria pedir oraçoes para cura de infermidades para a pessoa Afonso de araujo santos

figo
Visitante

Fabuloso como Jesus, mesmo não sendo seu momento, obdeceu sua mãe. Esta passagem mostra a importância de Maria. Como ela falou aos serviçais, ela fala para todas as gerações … Fazei tudo o que ELE vos mandar.

Giorgio Oliveira
Visitante
Giorgio Oliveira

Jesus, como bom judeu que era, em respeito e observação ao Quarto Mandamento da Lei de Deus (Os Mandamentos de DEUS eram seguidos à risca pelos judeus) Ele, Jesus, obedeceu à sua Mãe, realizando o primeiro milagre: a transformação da água em vinho nas Bodas de Caná da Galileia.

figo
Visitante

Fabuloso como Jesus, mesmo não sendo seu momento, obdeceu sua mãe. Esta passagem mostra a importância de Maria. Como ela falou aos serviçais, ela fala para todas as gerações … Fazei tudo o que ELE vos mandar.

figo
Visitante

Fabuloso como Jesus, mesmo não sendo seu momento, obdeceu sua mãe. Esta passagem mostra a importância de Maria. Como ela falou aos serviçais, ela fala para todas as gerações … Fazei tudo o que ELE vos mandar.