O “NÃO” SINCERO E O “SIM” SEM COMPROMISSO

4
3091

Eu prefiro o não sincero ao sim sem compromisso. Parece estranho dizer isso, mas vou me explicar melhor.

Frequentemente, é preciso pedir para algum frequentador da igreja que ajude nas atividades. Nenhuma igreja tem recursos para contratar toda a mão de obra de que precisaria para desenvolver todas as suas atividades (cerimônias religiosas, escola bíblica, ação social, recreação, etc). Assim, a obra de Deus depende essencialmente do trabalho voluntário. 

E quando esse pedido de ajuda é feito, uma resposta bastante comum é a pessoa dizer que não tem tempo para ajudar. Ela alega que até gostaria de fazer isso, mas não tem condições para ajudar. 

Essa é uma resposta que desaponta – afinal, ninguém deve ser tão ocupado a ponto de não ter tempo para fazer aquilo que Deus lhe pede -, mas acho essa resposta melhor do que outra, também muito comum..

Essa outra resposta é o sim sem compromisso. A pessoa até se compromete a ajudar, mas nada faz de concreto. Ou seja, ela disse sim ao pedido de ajuda apenas para não se sentir constrangida e passar uma imagem positiva para quem pediu a ajuda. 

Eu acho o não sincero menos prejudicial do que o sim sem compromisso, pois o primeiro dá a quem pede ajuda condições de saber a quantas anda. Quando alguém promete fazer algo e não cumpre sua palavra, causa um grande estrago na obra de Deus.

Isso porque a falta de compromisso gera um “buraco” na escala de execução das atividades. Chega na hora, a pessoa que prometeu não aparece, e não tem ninguém disponível para desempenhar aquela atividade. E outra pessoa precisará ser escalada às pressas para tapar o buraco e ficará sobrecarregada (pois certamente já estava cumprindo outra tarefa).

Eu não tenho dúvidas que o sim sem compromisso prejudica o relacionamento da pessoa irresponsável com Deus. E acredito também que, quem age assim, nunca parou para pensar sobre as consequências da sua atitude. Afinal, como ela se sentiria se Deus agisse da mesma forma? Isto é, ela pediu ajuda a Deus, Ele prometeu ajudar, e deixou a pessoa na mão? Como essa pessoa iria se sentir? Provavelmente, revoltada e traída por Deus. E por que deveria ser diferente com Deus.

Eu acredito que Deus deve ficar muito indignado com quem promete ajudar na sua obra e nada faz. Quem diz sim apenas para parecer ser um bom cristão, mas não tem qualquer compromisso com as coisas de Deus.

Portanto, se você assumir um compromisso qualquer com a obra de Deus, cumpra o que prometeu. Se não quiser fazer ou tiver qualquer dúvida quanto à possibilidade de cumprir aquilo que está lhe sendo pedido, é melhor dizer não. 

Deixar a obra de Deus na mão certamente tem consequências espirituais sérias.

Com carinho  

4
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Vinicius MouraClara de AssisVinicius Mourapaulo salerno Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Clara de Assis
Visitante

Excelente post, entender que há uma convocação para realizar a obra do Senhor, ninguém é obrigado a fazer alguma coisa, mas a ceara é grande e poucos são os ceifeiros.

paulo salerno
Visitante
paulo salerno

eu ajudo contanto que não tenha que fazer nada. eu já fiz mais. ando relapso com o tempo e com o trabalho.

Vinicius Moura
Visitante

Mas sempre dá para melhorar. O primeiro passo é reconhecer a exist~encia do problema. Abs