ENCONTRANDO SEGURANÇA NO LUGAR ERRADO

0
586845

É muito comum que pessoas que sofram com a insegurança encontrem consolo no chamado “falso positivo” – alguma coisa que, se conseguida, a pessoa pensa que vai torná-la mais segura ou lhe dar melhores condições para tocar sua vida.

“Falsos positivos” bem comuns são emagrecer, ter um bom emprego, ter dinheiro ou manter aparência jovem. 

Ocorre que o “falso positivo” não dá garantia nenhuma a quem o conquista. Tudo não passa de um auto-engano que a pessoa constrói para si mesma, buscando fugir da insegurança que a vitima.

A Bíblia tem um excelente exemplo de “falso positivo”. Jacó, neto de Abraão, teve duas esposas: Lia e Raquel. E essa última era a esposa amada por ele, enquanto Lia era apenas tolerada. Lia era feia e somente tinha conseguido se casar por que seu pai (Labão) enganou Jacó, prometendo-lhe entregar Raquel e entregando Lia no seu lugar. 

Assim, tudo contribuía para que Lia se sentisse insegura em relação ao marido e essa foi uma carga que carregou por toda a vida. Lia, então, criou um “falso positivo”: se desse filhos homens a Jacó, o marido acabaria por amá-la. Os filhos lhe dariam a segurança que tanto precisava.

O fato é que Lia teve uma penca de filhos homens, mas isso não resolveu o problema, para sua grande tristeza (Gênesis capítulo 29, versículos 32 a 34). O relacionamento de Lia com Jacó nasceu torto e não eram os filhos homens que iriam mudar a situação. Lia foi respeitada pelo marido (acabou até enterrada ao lado dele), mas nunca foi amada. 

“Falsos positivos”, conforme já comentei, não passam fontes de auto-engano para quem sofre com a insegurança. Parecem conter a solução, mas são vazios de significado. Alcançar um “falso positivo” é como colocar um dedo em um dos inúmeros vazamentos de uma represa – o vazamento cessa onde o dedo foi colocado, mas continua nos outros locais. 

Insegurança é um problema estrutural e o “falso positivo”, quando alcançado, não resolve nada e só causa frustração e, muitas vezes, acaba tornando a pessoa ainda mais insegura. 

Um pequeno exercício mental pode ajudar você a descobrir alguns dos seus falsos positivos: pense numa pessoa do mesmo sexo e mais ou menos da sua idade que você considera ser melhor e mais segura. Depois, identifique as características que essa pessoa tem (e você não), como beleza, dinheiro, poder, sucesso, etc, que você não tem. Essas coisas tendem a ser seus falsos positivos.
 
Se você se sente muito inseguro/a em alguma área da sua vida, não caia no erro de achar que você vai conseguir resolver isso conquistando algo que lhe faz falta. Algo que outras pessoas têm e você não.

Não espere que coisas materiais, a melhoria das circunstâncias da sua vida e outras coisas assim vão lhe garantir a segurança tão desejada. A resposta não está aí.

Sua segurança só pode vir de Deus. Ele é a sua verdadeira garantia. Nada mais pode ter esse efeito em sua vida (veja mais).

E nunca se esqueça que Deus já lhe disse quão importante você é para Ele – afinal, Deus mandou seu filho para morrer por você e lhe dar acesso à salvação (João capítulo 3, versículo 16).

Portanto, deixe que o Espírito Santo trate sua insegurança e abra novos caminhos para sua vida! 

Com carinho

Total Views: 1075 ,