FLERTANDO COM O OCULTISMO

0
224586

Ninguém sabe com certeza como será seu futuro, dentro da ordem natural das coisas, exceto se receber uma revelação sobrenatural, como uma profecia. O futuro está oculto para nós.

E isso causa ansiedade às pessoas, pois elas querem ter certezas e controlar seu futuro. Elas queremos evitam, ou pelo menos limitar, as coisas ruins e garantir que coisas boas aconteçam mesmo.

Deus fala sobre o futuro de duas formas. A primeira delas é através de revelações feitas na Bíblia. O texto bíblico está cheio de revelações sobre o futuro – por exemplo, o livro do Apocalipse trata quase exclusivamente de como será o final dos tempos. Mas, as pessoas não dão muito valor para essas informações pois os fatos ali tratados parecem muito distantes. As revelações do Apocalipse são genéricas, valendo para a humanidade como um todo. As pessoas anseiam mesmo é por saber sobre o que vai acontecer individualmente com elas.

A outra forma de saber sobre o futuro é através de profecias individuais. São revelações de Deus relacionadas com o futuro específico de uma ou mais pessoas. E Deus usa profetas – pessoas que têm certo dom espiritual – para mandar essas mensagens. Eu mesmo já recebi diversas profecias e todas se cumpriram fielmente.

Agora, as profecias aparecem apenas quando Deus quer. Elas vem no tempo e de acordo com a vontade d´Ele. E isso não satisfaz muita gente. Essas pessoas querem saber sobre seu futuro no seu próprio tempo e de acordo com sua vontade. 

Por isso, a ansiedade sobre o futuro permanece para muita gente. E esse vazio existencial acaba sendo preenchido por práticas como carta de tarô, jogo de búzios, consulta a horóscopo, conversas com espíritos de mortos, etc. Esses práticas têm por objetivo dar às pessoas acesso às informações que desejam, relacionadas com seu futuro. E como o futuro está oculto, essas práticas são conhecidas como ocultismo. E participar desse tipo de prática é o que chamei de flertar com o ocultismo.

É surpreendente perceber quantas pessoas que se dizem cristãs frequentem cartomantes, adivinhos/as ou ou consultam espíritos de pessoas mortas. É comum também a prática de “simpatias” as mais diversas para afastar mau olhado e trazer sorte. Tem gente que acredita no poder dos cristais ou seguem fielmente os horóscopos.

E acham que não há qualquer mal em fazer isso, pois elas não fazem isso com má intenção. Não querem prejudicar ninguém ou mesmo buscar obter vantagens indevidas. O problema é que há sim perigo em flertar com o oculto.

A razão para o perigo
O ocultismo não é um caminho sancionado por Deus. E a Bíblia é clara quanto à proibição das práticas ocultas (ver Deuteronômio capítulo 18, versículos 10 a 12).

Raciocine comigo: se essas práticas não são sancionadas por Deus, quando alguém recebe uma revelação sobre o futuro por meio do ocultismo, de onde essa informação veio? Não pode ter vindo do próprio Deus.

Por mais que a gente relute em aceitar isso, se a informação não veio de Deus, isso não pode ser uma coisa boa. E é aí que mora o perigo. É expor-se a grande risco. 

Muita gente boa pratica o ocultismo por ignorância ou mesmo por estar iludida. Muitas pensam até estar praticando o bem. E precisamos ter amor por essas pessoas, respeitando-as e tratando-as com dignidade.  

Bíblia é bem clara ao ensinar que a “luta” dos/as cristãos/ãs não é contra “carne e sangue”, as pessoas que seguem caminhos errados. Nossa luta é contra as “divindades e potestades”, as forças más que estão por trás dessas práticas (Efésios capítulo 6, versículo 12). Nunca devemos nos voltar contra as pessoas e sim contra as práticas do ocultismo. São elas que precisamos combater e evitar.

Concluindo, nunca flerte com o oculto, nem mesmo através de coisas que pareçam ser bobas e inofensivas. Mantenha sua mente e prática de vida distantes desse tipo de coisa. Será muito melhor para você.

Com carinho  

Total Views: 2802 ,