FÉ CEGA, FACA AMOLADA

1
1358

Agora não pergunto mais pra onde vai a estrada  Agora não espero mais aquela madrugada… A fé, a fé, paixão e fé, a fé, faca amolada…O brilho cego de paixão e fé, faca amolada. Fé cega, faca amolada, música de Milton Nascimento e letra de Fernando Brant

Já ouvi muitas vezes, mesmo de cristãos/ãs sinceros/as, que a fé precisa ser cega, caso contrário não tem valor, não é uma entrega completa da pessoa a Deus. Essas pessoas concordam com a letra da música acima: é preciso ter fé, não perguntar para onde vai a estrada, manter o brilho cego da paixão e amolar a “faca” para enfrentar os obstáculos da vida.

A fé cega parece uma coisa bonita e mais sincera, só que esse não é o ensinamento bíblico. Basta ver o que está escrito em 1 Pedro, capítulo 3, versículo 15:  

estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós

A Bíblia ensina, portanto, que deve haver uma razão para a fé e a pessoa precisa estar preparada para apresentar e discutir essa razão tanto para si própria como para as demais pessoas. 

E, se precisa haver o envolvimento da razão, não se trata de fé cega. Simples assim. 

Isso fica bem evidente em vários episódios da vida dos grandes heróis da fé: eles duvidaram, pediram explicações e alguns deles até discordaram do que Deus pretendia fazer. Moisés, por exemplo, não quis aceitar a missão que Deus lhe deu (Êxodo capítulo 4, versículos 1 a 17) e discordou quando Deus quis destruir o povo de Israel, no episódio da adoração do bezerro de ouro Êxodo capítulo 32, versículos 11 a 14). Abraão negociou longamente com Deus o que iria ser feito com Sodoma e Gomorra (Gênesis capítulo 18, versículos 16 a 33). E Deus aceitou isso muito bem.

A fé cega, sem qualquer questionamento, é ruim porque gera condições para que as pessoas sejam abusadas pelos seus líderes espirituais. Ela pode fazer também com que as pessoas adquiram certezas que não deveriam ter, crenças que se manifestam apenas porque as pessoas precisam sempre se sentir seguras. Um bom exemplo disso é a crença comum hoje no meio evangélico que crente verdadeiro/a não fica doente e nem precisa tomar remédio – conheço algumas pessoas que morreram, quando poderiam ter sido curadas, se tivessem tomado os remédios adequados, por acreditar nesse absurdo. 

A fé que Deus espera de nós deve ser instruída pela mente, precisa passar pelo nosso entendimento. É preciso conhecer e entender aquilo que se crê. 

Portanto, não tenha medo de ter por dúvidas, de perguntar a Deus por que as coisas são de uma forma e não de outra e de demonstrar abertamente para Ele suas frustrações. 

Afinal, Deus entende você pois o(a) criou e conhece em detalhe cada uma das suas dificuldades e fraquezas.
  
Com carinho

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Leonardo Aguiar Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Leonardo Aguiar
Visitante
Leonardo Aguiar

Excelente texto, esclarece muito um momento que estou passando e está de acordo com o que acredito