DECISÕES PARA O ANO NOVO

0
205

A passagem de ano costuma gerar a vontade de fazer um balanço da própria vida. Avaliar o que foi feito de certo, ou de errado, e decidir o que será preciso mudar. Aí é comum fazer uma lista de decisões para o ano novo. Coisas que a pessoa promete a si mesma fazer no ano que está para começar.

Por exemplo, começar a fazer aquela dieta para perder peso que já foi tantas vezes adiada. Ou ter disciplina para fazer exercícios físicos com regularidade. Ou ainda deixar de se acomodar e procurar um emprego melhor e mais desafiador. Pode ser também investir mais tempo na própria família. Ou mesmo fazer aquela viagem tão sonhada.

O mesmo ocorre na vida espiritual. Por exemplo, dedicar mais tempo para adquirir intimidade com Deus, através da oração e do estudo da Bíblia. Ou envolver-se mais nas obras de assistência social da igreja.  Ou ainda abandonar algum “pecado de estimação”. Ou mesmo conseguir perdoar determinada pessoa. 

As dificuldades
Decisões de ano novo carregam consigo uma série de dificuldades. Primeiro, elas são muito mais fáceis de formular do que de concretizar. Afinal, há uma razão para que coisas de tanta importância ainda não terem sido feitas pela pessoa. Será preciso enfrentar o próprio comodismo, mudar as prioridades da vida, deixar de lado hábitos que trazem prazer (embora não seja saudáveis) e assim por diante. 
E essas mudanças podem até gerar incompreensão e insatisfação de quem está próximo (mas não compartilha do mesmo desejo de mudar). Por exemplo, estudar a  Bíblia com seriedade toma tempo, que vai ser tirado de alguma outra atividade (provavelmente do lazer). O mesmo vai acontecer com a decisão se dedicar mais a obras de assistência social. E aí família, se não pensa da mesma forma e não participou da decisão, pode se sentir deixada de lado. E isso vai gerar problemas.
Outra dificuldade muito comum nas decisões de ano novo é traçar metas muito ambiciosas. Por exemplo, a pessoa decide perder logo 20 kg em apenas 2 meses. Se decidiu se envolver mais na obra de Deus, assume logo um monte de compromissos que vão ocupar quase todos os seus sábados e domingos futuros. Dá passos maiores do que as próprias pernas e depois se frustra por não conseguir os resultados que desejava.
Outra dificuldade habitual é assumir muitos compromissos de uma vez só. Querer mudar tudo de uma vez só. Fazer uma lista de dez ou mais coisas para mudar num único ano.
E depois fica muito complicado dar conta de tanta coisa ao mesmo tempo. E a pessoa vai deixando seus projetos pelo meio do caminho. 
Minha sugestão
É bom lutar para melhorar. E não há dúvida que usar o ano novo como forma de incentivo para mudar é uma coisa positiva. Mas é preciso fazer as coisas com sabedoria, para evitar os problemas que acabei de apontar.
Minha sugestão é que você escolha poucas metas e nenhuma delas muito ambiciosas. Não tente fazer muitas mudanças ao mesmo tempo, pois as chances de sucesso serão muito baixas. Tentar fazer tudo ao mesmo tempo pode levar você a não conseguir fazer nada.
As coisas importantes na vida são alcançadas passo a passo. Você aprende matemática ou uma nova língua ao longo de vários meses ou mesmo anos, um pouco a cada dia. E também é assim que você entra em forma física ou muda seus hábitos de alimentação. 

E o mesmo acontece na vida espiritual. Amar o próximo não se aprende de um dia para o outro. Ninguém passa a conhecer a Bíblia em profundidade da noite para o dia. E abandonar um “vício de estimação” requer muito esforço e luta. 

Portanto, escolha duas ou no máximo três coisas que você precisa melhorar. Algo coisa que afeta sua saúde ou atrapalha seus relacionamentos e alguma coisa que vai melhorar sua vida espiritual (como estudar a Bíblia). E concentre-se em realizar essas metas. 

E lembre-se de não tentar dar passos muito grandes. Por exemplo, não procure emagrecer tudo que precisa em apenas 2 meses. Como também não tente passar de nenhum tempo efetivamente dedicado ao estudo da Bíblia para uma hora diária de estudo. Você não vai conseguir. Comece com passos menores, como estudar a Bíblia duas vezes por semana ou emagrecer um kg por semana.

Atingido os objetivos traçados, aí sim você pode estabelecer objetivos novos. E o progresso que você tiver feito até ali certamente vai motivar e dar forças a você para dar outros passos. 

Com carinho  

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of