COMO ESTUDAR A BÍBLIA: CONSELHOS PARA INICIANTES

12
295732

Como estudar a Bíblia? Essa é uma pergunta que recebo com frequência e ela é muito importante porque o estudo da Bíblia é uma das práticas mais importantes para uma vida espiritual saudável.

O problema é que não há uma resposta simples. A Bíblia é muito grande, contendo todo tipo de texto (história, poesia, parábolas, aforismos, etc) e retrata uma época muito antiga, com usos e costumes bem diferentes. 

Quem tiver paciência e persistência para avançar nesse estudo, vai ganhar muito. Sabedoria para enfrentar as encruzilhadas da vida, consolo nos momentos de dificuldade e melhoria no relacionamento com Deus. Vale muito à pena estudar a Bíblia.

O primeiro conselho que dou para você, que quer estudar a Bíblia e não sabe como fazer é ir aos poucos. É como como fazer exercícios para entrar em forma física – não adianta ir numa academia e tentar fazer tudo num dia só para recuperar o tempo perdido. Vão ser necessários muitas sessões de esforço físico para os resultados aparecerem.

Para começar
Uma boa maneira de fazer isso é usar livretos que contém reflexões diárias – tipo “Cenáculo” ou “Pão da Vida”. Costuma haver neles uma reflexão para cada dia do ano, com textos fáceis de entender e aplicar na prática. E o melhor é que custam muito pouco. 

Mas, saiba que ler esses livretos não é o mesmo que estudar a Bíblia. Ao usar os livretos você estará simplesmente refletindo sobre passagens bíblicas, o que é útil para você ir se acostumando com os conceitos teológicos bíblicos.  

Para um estudo sério, naturalmente é preciso ter uma boa Bíblia. O sentido de “boa” aí se refere à qualidade da tradução e aos comentários que costumam acompanhar o texto principal, não ao conteúdo da Bíblia em si (que é sempre bom). 

Há todo tipo de tradução disponível, sendo a mais comum é a de João Ferreira de Almeida, que existe em várias versões (Corrigida, Corrigida e Atualizada, etc). Essa tradução tem uma linguagem bonita – eu diria até majestosa – e é largamente usada nas igrejas evangélicas. 

Porém creio que ela não seja a melhor para quem precisa começar do zero, porque sua linguagem muitas vezes assusta, especialmente as pessoas mais jovens. Por isso recomendo a “Nova Versão Transformadora” (Mundo Cristão) ou a “Nova Versão Internacional” (Sociedade Bíblica do Brasil), que têm linguagem mais atualizada e não distorcem o conteúdo, como acontece com algumas traduções “moderninhas”.

Há muitos “pacotes” de comentários para acompanhar e explicar o texto bíblico – por exemplo, “Scofield”, “Shedd”, “Vida Nova”, etc.  Há comentários bons e outros que já ficaram obsoletos. Há análises mais supreficiais e outras mais aprofundadas. Em resumo, tem oferta para todo tipo de gosto e necessidade.

Eu não tenho espaço aqui para analisar todas as alternativas que existem no mercado, por isso sugiro que você consulte seu pastor(a) para uma orientação do que você deve usar. 

Dicionário bíblico
Lembre-se que a Bíblia tem seu próprio jargão. Ela tem palavras e expressões que não são comuns no dia-a-dia, como “Verbo Divino”, “Pão da Vida”, justificação, salvação, etc.

E é preciso ir se acostumando com esses termos e entendendo bem seu significado. Por isso, ajuda muito contar com um “Dicionário de Termos Bíblicos”, que além de explicar os principais termos, também costuma dar exemplos de onde são usados..  

Há muitas ofertas de Dicionários diferentes no mercado, com todo tipo de preço. Como esse pode não ser um livro barato, você pode considerar adquirir um livro usado num sebo, por uma fração do custo normal.

Plano de Estudo
De posse deste material inicial, o próximo passo é fazer um plano de estudo. E comece por estabelecer uma rotina – por exemplo, reserve meia hora do seu dia no horário que for mais adequado.

Meia hora é suficiente, se você fizer isso diariamente, de forma disciplinada. Não tente dar um passo muito ambicioso, tentando estudar várias horas, pois isso não vai dar certo – lembre-se da comparação que fiz entre estudar a Bíblia e fazer exercícios físicos para entrar em forma.

Não é bom tentar ficar compensando o período de estudo perdido num dia nos dias seguintes – do tipo “deixei de estudar dois dias nesta semana, mas no sábado eu compenso, estudando mais.”  Isso não funciona.

Procure um lugar quieto e, sobretudo, desligue seu celular  o mundo não vai acabar nessa meia hora. Comece orando e pedindo ao Espírito Santo iluminação para aquilo que vai estudar.
 
Outra coisa que você precisa fazer é decidir como você vai estudar. Há duas formas de fazer isso, sendo a primeira delas é escolher um tema (por exemplo, “salvação”) e estudar tudo que existe na Bíblia sobre ele. Esse tipo de estudo é chamado “sistemático”.

Essa abordagem é muito útil para quem quer tirar dúvidas. Por exemplo, você quer saber o que fazer para ser salvo ou a razão porque deve perdoar. Mas, ela é difícil de seguir na prática.

Lembre-se que a Bíblia não é um livro texto de teologia, como os que você encontra nas livrarias especializadas, que costumam vir organizados por tópicos (“salvação”, “igreja”, “Deus”, etc). Os ensinamentos da Bíblia sobre cada tópico estão espalhados ao longo do texto e, às vezes, algo que é dito no primeiro livro (Gênesis) vai ser complementado no último livro (Apocalipse).

Por causa disso, na abordagem “sistemática”, a pessoa fica pulando de livro para livro e lendo um pequeno trecho aqui e outro ali. E acaba tendo dificuldade para compor um quadro mais organizado de como a Bíblia é, ou sobre seus temas mais abrangentes. 

Portanto, não recomendo quem está iniciando adotar a abordagem sistemática, mas se você preferir fazer isso, não deixe de comprar um bom livro texto de Teologia Sistemática para orientá-lo(a).

A outra forma de estudar a Bíblia, que eu acho mais recomendável para o(a) iniciante, é ir estudar os livros que guardam uma certa conexão histórica entre si..

Por exemplo, o Evangelho de Lucas é um dos quatro relatos bíblicos sobre a vida e os ensinamentos de Jesus. Já o livro de Atos dos Apóstolos, escrito pelo mesmo autor de Lucas, conta o começo da história da igreja cristã. Atos é a continuação de Lucas.

Ao estudar esses dois textos em continuidade, você conseguirá entender bem como o cristianismo começou: primeiro, Jesus, depois, o trabalho dos apóstolos.

Outra sequência fácil de estudar é aquela que conta a história do povo de Israel, no Velho Testamento. Você pode começar com a história de Abrão e sua família (Gênesis, a partir do capítulo 12), depois passar pelo Êxodo (que conta a saída de Israel da escravidão no Egito), depois por Josué (a entrada do povo de Israel na Terra Santa), Juízes e finalmente chegar até a época da monarquia, com Saul, Davi e Salomão (1 e 2 Samuel, 1 e 2 Reis).  

Ao final dessa parte do estudo bíblico, você terá uma boa ideia de como foi a vida de Israel e dos problemas que esse povo enfrentou durante sua história turbulenta.

Outra sequência de leitura recomendada para quem está começando é o grupo de textos apelidados de “livros da sabedoria”, como Salmos e Provérbios. O fio condutor aqui não é o relato histórico, mas sim os ensinamentos.

Há tido tipo de salmo – de conforto, de alegria, de louvor a Deus -, portanto há uma leitura para cada tipo de situação da sua vida. Os mais famosos são os salmos 23 e 91.

Os provérbios são aforismos – pequenas pérolas de sabedoria -, escritos pelo rei Salomão. As mensagens são muito edificantes e ajudam bastante no desenrolar da vida cristã.

Salmos e os provérbios podem sempre ser lidos em paralelo ao estudo de outros livros – como Lucas e Atos dos Apóstolos. Uma coisa não interfere ou atrapalha a outra.

Uma outra leitura fácil são os demais Evangelhos (Mateus, Marcos e João). Depois de estudar Lucas e Atos, você pode revisitar a história de Jesus, lendo esses outros Evangelhos, que são outros pontos de vista sobre o significado do ministério de Jesus.

Quando você já sem sentir mais confortável com a Bíblia, você poderá ir atrás de “alimento mais pesado”, como as cartas do apóstolo Paulo (Romanos, 1 e 2 Coríntios, Gálatas, Efésios e 1 e 2 Tessalonicenses).

Esses são textos muito mais densos, pois aprofundam importantes aspectos da teologia cristã. Mas, o estilo de escrita de Paulo não é simples de entender: ele usa muito “jargão” teológico e suas frases costumam ser muito compridas. Agora, nenhum(a) cristão(ã) que se preze pode dizer que conhece a Bíblia sem ter estudado esses textos fundamentais para a doutrina cristã.

Agora, o problema com essa abordagem de ir estudando grupos de livros conectados entre si é que se torna mais difícil montar um ensinamento completo sobre determinados tópicos – por exemplo, para entender salvação, você vai precisar estudar algum dos evangelhos e algumas cartas de Paulo. Portanto, as respostas para algumas dúvidas que você pode ter não virão de imediato.

Observações finais
Comece a estudar a Bíblia o quanto antes – ainda hoje, se for possível. Tome a decisão e mergulhe de cabeça. Não siga a abordagem que muita gente usa com relação aos regimes para emagrecimento: “segunda feira próxima eu começo. Sem falta“.   

Se você realmente se empenhar em estudar a Palavra de Deus, pode ter certeza que o Espírito Santo vai falar ao seu coração – eu já passei por isso e posso garantir esse resultado. 

Caso surjam dúvidas durante seus estudos – e, acredite, ela vão surgir -, não tenha vergonha de perguntar para seu pastor(a), professor(a) da Escola Dominical ou mesmo para mim, aqui no site.

E não se surpreenda se a pessoa a quem você perguntar também não souber a resposta. A Bíblia é muito vasta e ninguém pode dizer que sabe tudo sobre ela. Mas, se você bater na porta certa, vai acabar encontrando a resposta que precisa.

Com carinho

12
Deixe um comentário

avatar
8 Comment threads
4 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
SandralitercilioEvangélicasClicia MartinsAmanda Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Amanda
Visitante

Olá, eu me perdi um pouco nas dicas de como começar a estudar, primeiro vc falou do cenáculos , é depois no final disse das partes dos salmos Provérbios, e etc. Tô em dúvida ainda por onde começar.

Sandra
Visitante
Sandra

Muito obrigada pela sua explicação.

litercilio
Visitante
litercilio

Bom dia ! Estou querendo começar um estudo bíblico hje , mas eu queria começar com a historia da bíblia. Por quem escreveu , a quantidade de livros, os historico, os poemas , as cartas , pra depois incia o estudo direcionada , tem alguma dica pra me da?

Evangélicas
Visitante

muito bom Ana, parabéns pela mensagem

Clicia Martins
Visitante
Clicia Martins

Olá eu queria estudar a bíblia mais nunca conseguir lê! Queria saber desde a criação do mundo e tudo mais … Só que tem horas que fico confusa!! Já não consigo entender mais nada!

Ricardo
Visitante

Gostei muito deste estudo é muito bom, eu indico Ótimos conselho sobre a bíblia

Dilma Bentes
Visitante
Dilma Bentes

Preciso de ajuda p estudar a bíblia, meu whatsapp 91 980296663

Ana Ibrahim
Visitante
Ana Ibrahim

Oi
Moro em Ankara e fazem 2 anos que nasci de novo. Aqui pertinho uma amiga conduz um grupo de estudos para mulheres. Somos em 10 e estudamos sem que nossos maridos saibam pois são todos do Islão. Por favor continue assim nos ensinando pois toda semana lemos um estudo de vocês. Já com eles temos levado a verdade a mais mulheres sempre em secreto.

Que Deus abençoe a vocês!!!