COMO ENCONTRAR SENTIDO PARA SUA VIDA

1
604

Dados divulgados pelo Google informa que todos os dias cerca de 20 mil pessoas fazem buscas relacionadas com o tema “sentido para a vida”. Essa estatística reflete a enorme preocupação que todos nós temos de dar um propósito adequado para nossas vidas.

Afinal, precisamos de boas razões para levantar da cama de manhã e seguirmos ao longo do dia, enfrentando as dificuldades e lutas das nossas vidas. Precisamos ter boas razões também para formar planos para nosso futuro e irmos atrás deles. E até para enfrentar a morte, nossa realidade última. 

Há várias respostas-padrão para a pergunta: qual é o sentido para avida. Elas foram desenvolvidas em diferentes culturas e circunstâncias ao longo da história humana. E quando uma pessoa aceita uma dessas respostas como padrão para sua vida, seu comportamento e tudo que faz passa a ser influenciado por essa escolha. Isso define a escolha de suas prioridades, o esforço que coloca em cada atividade, onde encontra realização na sua vida, etc.

Vamos comparar quatro dessas respostas alternativas e ver o que a doutrina cristã tem a dizer a respeito dessa questão: 

1. A vida não tem sentido – vale o aqui e agora

Friedrich Nietzsche disse que a vida não tem mesmo sentido, Bertrand Russell disse que, por causa disso, só nos resta conviver com o desespero da condição humana e Albert Camus completou que o melhor mesmo era apelar para o suicídio (o que ele de fato fez).

Decidir que a vida não tem qualquer sentido é a posição adotada pelos ateus convictos. Se não existe nada além do mundo material, vale apenas o que se faz aqui e agora. E quando morremos, tudo se acaba. Uma perspectiva assustadora mas aceita por muita gente.

2. O sentido da vida é um mistério

Num episódio do desenho “Os Simpsons”, o pai, Homer, perguntou a Deus qual era o sentido para a vida. Quando Deus começou a responder, o episódio propositalmente acabou e a resposta ficou incompleta. 

 

E assim é para muitas pessoas: simplesmente não conseguem achar sentido para suas vidas. Aí se defendem dizendo que a vida é um mistério e deve simplesmente ser vivida, sem maiores preocupações. E vão vivendo na base do “deixa a vida me levar, vida leva eu…”, como diz uma conhecida música. 

3. O sentido é o que a pessoa consegue dar 
Uma resposta muito comum hoje em dia é: o sentido para a vida é alcançar a felicidade. E felicidade tem a ver com conseguir aquilo que desejamos, por exemplo, sucesso profissional, uma boa família, saúde e estabilidade financeira.

Em outras palavras, o sentido para a vida vai ser encontrado na própria vida, nas coisas que obtidas a partir dela. Mas isso não funciona porque o sentido de uma coisa não pode vir dela mesma. É preciso haver uma referencia maior, externa a essa coisa.

Por exemplo, quando dizemos que algo é bom precisamos ter antes uma definição do significado de “bem”. Por exemplo, digamos que a definição de “bem” seja o respeito à vida humana. E a partir dessa definição podemos dizer que melhorar as condições de vida das pessoas é uma coisa boa. Repare que a avaliação de que um ato é bom veio de uma definição anterior, externa.

Portanto, o sentido para a vida não pode ser simplesmente vivê-la bem, seja lá o que isso queira dizer. E quando tentamos fazer isso alguma outra coisa, externa, vai aparecer para dominar a cena, mesmo que não consigamos perceber.

É por isto que alguns homens de negócios ficam ricos e continuam a trabalhar porque o sentido para suas vidas é, na realidade, ganhar dinheiro. Assim também os artistas nunca querem perder a fama porque isso que os faz sentir-se importantes. E uma dona de casa entra em crise quando os filhos que criou vão cuidar da própria vida – a síndrome “do ninho vazio” – pois o papel de “mãe”, que deu sentido para sua vida, tornou-se secundário dentro da família.

O sentido para a vida, seja qual for, precisa ser encontrado fora dela, além dela. Simples assim.

4. O sentido foi estabelecido na criação
Todos nós criamos coisas: uns pintam, outros fazem artesanato, outros ainda fundam empresas e assim por diante. E quando criamos algo, sempre temos um propósito em mente para nossa criação – aquela peça de crochê vai para a netinha, a empresa vai me gerar muito dinheiro e assim por diante. Ninguém cria somente pelo prazer de criar. E por que seria diferente com Deus? 

Se Ele nos criou, tinha um objetivo para nós em mente. Um propósito. E pode ter certeza que não é nos fazer felizes, se definirmos felicidade como conseguir aquilo que queremos. Assim, a resposta correta para o sentido para a vida é aquele que Deus estabeleceu ao nos criar. 

E a Bíblia ensina que esse objetivo é estar em comunhão com Ele, cumprindo sempre sua vontade nas nossas vidas. É isso, e somente isso, que dá sentido para nossas vidas. 

Como Deus dá sentido para nossas vidas
E Deus faz isso de três formas:   

  • Convidando-nos para participar da vida d´Ele. Jesus disse que quem viesse até Ele beberia “água viva” e nunca voltaria a ter “sede” (João capítulo 7, versículo 38). E que Ele enviaria o Espírito Santo para habitar conosco (João capítulo 14, versículos 23 a 26). E com o Espírito Santo presente, tudo aquilo que era comum, tornar-se especial. Passa a ter outro sentido. Foi isso que o monge Lawrence descobriu quando trabalhava na cozinha do seu convento e passou a fritar panquecas para a glória de Deus. Madre Teresa de Calcutá aprendeu o mesmo ao cuidar dos pobres e passou a ver o rosto de Cristo em cada pessoa de quem cuidava. E é o que você também descobrirá, se o Espírito Santo preencher sua vida.
  • Incluindo-nos na história do seu povo. Essa história começou com Abraão (Gênesis capítulo 22 em diante) e terá fim quando o mundo for restaurado e não houver mais sofrimento (Apocalipse capítulos 21 e 22). E essa história dá contexto para nossas vidas, esperança e mecanismos para interpretar nossas experiências diárias. 
  • Chamando-nos a participar da sua obra. Quando respondemos positivamente ao seu chamado, o Espírito Santo passa a trabalhar em nossas vidas, mudando nosso interior (Filipenses capítulo 2, versículo 3). E assim, será através de nós que Deus falará, curará, confortará, ensinará e amará as pessoas. Será ainda através de nós que Ele alimentará, abrigará, aquecerá e protegerá os pequeninos. E não há sentimento de realização maior.   

Com carinho

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Jorge Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Jorge
Visitante
Jorge