AS TRÊS FASES DA SUA VIDA ESPIRITUAL

2
4306

A vida de todo(a) cristão(ã) passa por três fases diferentes: antes da conversão, novo nascimento (conversão) e santificação. E ao longo delas, a pessoa sempre está inteiramente dependente da Graça de Deus. Vamos ver como isso funciona: 

Antes
Algumas pessoas, como eu, criadas na igreja cristã, podem não ter uma noção clara de como era sua vida antes de se converterem a Jesus – provavelmente foram se convertendo aos poucos, meio sem perceber. 

Já para outras pessoas, a fase anterior à salvação é um momento negro na vida, marcado por crises existenciais. Aí certo dia elas ouvem o Evangelho de Jesus e mudam de rumo. 

Mas sem duvida sempre há um período anterior à conversão mesmo que não seja possível precisar a data exata em que essa transformação aconteceu. Agora, a doutrina cristã ensina que antes da conversão a pessoa estava entregue à sua própria natureza, que tende para o pecado (veja mais). Isso vale para todo mundo, sem distinção. 

Por causa disso, ninguém por si mesmo(a) tem capacidade de aceitar Jesus como Salvador. Se o Espírito Santo não fizer essa “aproximação”, a pessoa continuará entregue à sua natureza original. Esse trabalho do Espírito Santo é chamado no jargão teológico de Graça Preveniente porque é prévio à conversão.

O novo nascimento
A Graça Preveniente gera uma mudança fundamental na pessoa fazendo-a perceber ser pecadora e precisar da salvação trazida por Jesus. Aí se dá o arrependimento e a conversão, o novo nascimento.

Ao se converter, a pessoa tem acesso à salvação proporcionada pelo sacrifício de Jesus Cristo na cruz. Ela tem seus pecados perdoados por Deus e passa para nova fase na sua vida espiritual, onde o pecado não mais a domina. A pessoa estava espiritualmente “adormecida” e é “acordada” para uma vida espiritual plena. 

Não tenho dúvida em afirmar que esse é o momento mais importante da vida de qualquer pessoa – nenhuma conquista tem valor maior. E isso somente é possível porque a Graça de Deus que salva – a Graça Salvífica no jargão teológico – se fez presente. 

A santificação
Será que a pessoa que se converteu, nascendo de novo, deixa de pecar? É claro que não. Infelizmente, mesmo tendo acordado espiritualmente, o pecado ainda é uma realidade presente na vida dela – há hábitos arraigados que não desaparecem com essa facilidade.

Agora, a pessoa convertida passa a ter perspectiva diferente dos próprios pecados. Fica incomodada quando peca, se arrepende e pede perdão. E, sobretudo, luta para não errar de novo. 

Tudo isso é fruto de uma mudança interior que torna a pessoa desconfortável diante do pecado. A Bíblia chama a esse processo de melhoria contínua de santificação. O(a) cristão(ã) começa a se santificar ao se converter e vai continuar nessa caminhada por toda a sua vida humana. Continuará sempre a fazer progressos mas nunca irá alcançar a perfeição. 

E a vontade de melhorar, de deixar o pecado para trás, não se faz presente porque a pessoa é compelida a fazer isso. É um processo voluntário e por isso muito mais efetivo. E somente assim o ser humano muda de fato.

Minha irmã mais nova, que é professora, deu aulas por algum tempo num presídio masculino. Certo dia ela me deu seu testemunho afirmando que somente aqueles homens que se converteram ao Evangelho foram de fato recuperados para uma vida normal. Nada mais funciona de fato. 

A Bíblia chama de “obras” os resultados positivos desse processo de mudança interior, ao avanço na estrada da santificação. E as obras são o termômetro da presença da fé que salva. Não são elas que salvam mas sua falta indica que a fé salvífica não está presente de verdade (Tiago capítulo 2, versículos 17 e 18).

Por isso é perfeitamente possível encontrar pessoa que frequentam igrejas por décadas e não estão salvas. Elas conhecem Jesus, sabem bem quem Ele é, mas não se converteram de fato. Não nasceram de novo. E como é possível perceber isso? Pela falta de obras nas suas vidas.  

O Espírito Santo tem papel fundamental no processo de santificação. É através do trabalho d´Ele que o cristão(ã) é incomodado(a) quando peca, é incentivado(a) a se arrepender e a corrigir seus caminhos. E essa ação do Espírito Santo é chamada no jargão teológico de Graça Santificadora.

Palavras finais 
A Graça de Deus está presente em todas as fases da vida do cristão(ã). Antes da conversão, a Graça de Deus age para aproximar a pessoa do Evangelho de Cristo. Quando ela se converte, a Graça Salvífica age para que a pessoa se reconcilie com Deus e tenha acesso à salvação. E, finalmente, a Graça Santificadora age para que a pessoa mude de fato mostrando frutos da sua salvação.

Graça Preveniente, Salvífica e Santificadora, a Graça de Deus está presente em todas as fases das nossas vidas. Por isso toda Glória seja dada a Ele. 

Com carinho     

2
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Vinicius MouraIsaias Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Isaias
Visitante
Isaias

Quaissão frutos da salvação além de enfrentar o pecado