AS DEZ HISTÓRIAS MAIS POPULARES DA BÍBLIA 2ª parte

2
4034

(Primeira parte do estudo sobre as dez histórias mais populares da Bíblia)

5) O bom samaritano (Lucas capítulo 10, versículos 30 a 37)
Diferentemente das outras, esse não é um relato de fatos acontecidos e sim uma parábola contada por Jesus. O relato fala de um judeu que estava viajando de Jerusalém para Jericó e, ao longo do caminho, foi assaltado, espancado e deixado à beira da estrada como morto.

Por ali passou um sacerdote que, ia para Jerusalém e, ocupado, nada fez pelo homem ferido à beira do caminho. Depois, passou um levita (pessoa que auxiliava nas atividades do Templo em Jerusalém), que agiu da mesma forma. E, finalmente, passou um samaritano, que teve pena do homem caído e cuidou dele.

Esse relato é ainda mais chocante quando levamos em conta que os samaritanos eram considerados impuros pelos judeus. Samaritanos e judeus não se relacionavam bem.

Ora, foi justamente um samaritano, pessoa desprezada pelos judeus, que, mesmo sem ter qualquer responsabilidade sobre o homem caído, saiu dos seus afazeres para ajudar quem necessitava. Enquanto isso, pessoas religiosas – um sacerdote e um levita -, que tinham responsabilidade no caso, passaram ao largo, sem se preocupar em ajudar. Estavam preocupados com seus afazeres religiosos e se esqueceram de viver o que ensinavam.

Essa parábola guarda um ensinamento fundamental para todo o povo cristão. 

4) José e seus irmãos (Gênesis capítulos 37, 39 a 46)
Jacó (também chamado Israel) teve duas esposas (Lia e Raquel). Ele amou mais a segunda e isso sempre ficou claro para toda a sua família. Ele teve doze filhos homens (os Patriarcas das tribos de Israel), mas apenas dois dentre eles, José e Benjamim, vieram da esposa amada. José, por ser o primogênito dos filhos da mulher amada, sempre foi o preferido do pai e isso enciumava os seus irmãos mais velhos.

Um dia, esses irmãos armaram uma armadilha para José e o venderam como escravo – disseram para o pai que o rapaz tinha sido morto por um animal feroz. José foi levado ao Egito, onde passou por muitas lutas, mas nunca deixou de confiar em Deus.

Um dia, quando estava preso por causa de um crime que não tinha cometido, José foi chamado para interpretar um sonho do faraó, que os sábios da corte do rei não conseguiram explicar. José tinha um dom dado por Deus e interpretou o sonho corretamente. Com isso ganhou a confiança do faraó e acabou se tornando o segundo homem mais importante do Egito.

Tempos depois, seus irmãos mais velhos apareceram no Egito para comprar comida, pois havia grande fome na terra onde habitavam (Canaã). José reconheceu os irmãos e após, alguma hesitação, perdoou-os. Toda a família, inclusive Jacó, que ainda estava vivo, mudou-se para o Egito, onde prosperou muito.

Essa história fala da capacidade de perdoar e de como os planos de Deus são maravilhosos: o que parecia ser uma desgraça para José acabou sendo o mecanismo através do qual sua família pode ser salva. José, por sua capacidade de perdoar e por ter se mantido fiel a Deus, no meio de muitas dificuldades, é um dos heróis da Bíblia.  

3) A crucificação de Jesus (Mateus capítulo 27)
Os quatro Evangelhos relatam os momentos finais de Jesus, desde a última ceia, tomada na noite anterior ao dia da sua crucificação. É contado em detalhe sua passagem pelo Jardim do Getsêmani, quando suou sangue, sua prisão, seu interrogatório pelos líderes religiosos judeus e depois pelo Governador Romano, Pôncio Pilatos, e sua condenação à morte.

Relatam ainda a tortura que Ele sofreu e seu caminhar pelas ruas de Jerusalém, carregando a trave da própria cruz, bem como a crucificação propriamente dita, que durou cerca de 6 horas. Os relatos terminam com a agonia e a morte de Jesus e seu enterro apressado.

A crucificação de Jesus é o momento crucial do cristianismo, – com ela, Jesus cumpriu sua missão na terra, que foi morrer pelos nossos pecados. Os Evangelhos ainda falam da ressurreição de Jesus e sua subida aos céus.

E é por causa disso tudo que a religião cristã existe. 

2) Davi e Golias (1 Samuel capítulo 17)
Um gigante, chamado Golias, era o mais forte homem do exército dos filisteus, que estava enfrentando o povo de Israel. E o chefe dos filisteus propôs que Golias lutasse com algum valente de Israel e que o resultado da luta fosse declarado como o resultado da guerra entre os dois povos, poupando assim muitas vidas.

Nenhum guerreiro do lado de Israel se atreveu a enfrentar Golias, mas Davi, um simples pastor de ovelhas, indignado com as ofensas que os filisteus faziam a Deus, resolveu ir em frente, amparado na sua fé em Deus.

Foi e venceu, usando uma simples funda – espécie de atiradeira – para cravar uma pedra na testa de Golias. E assim os israelitas saíram vitoriosos e a fama de Davi começou a crescer no meio do seu povo. Ele acabou se tornando o segundo rei da história de Israel e é uma das figuras mais queridas pelos judeus.

A história da luta do bem contra o mal, numa situação onde toda vantagem parece estar do lado do mal, está reproduzida nessa passagem tão famosa e cara aos corações do povo cristãos. 

1) O nascimento de Jesus (Mateus capítulos 1 e 2; Lucas capítulo 2)
A viagem de Maria, já em estado adiantado de gravidez, e seu marido José, partiram de Nazaré, onde viviam, para Belém, com o objetivo de se cadastrar num recenseamento estabelecido pelas autoridades romanas. E ao chegar em Belém, a criança nasceu. Essa é a história que celebramos no Natal, que trata exatamente da chegada de Jesus ao mundo.

Como não havia hospedaria em Belém, para abrigar Maria e José, a família acabou ficando num estábulo e foi lá que Jesus nasceu. Após o nascimento, o bebê foi colocado num coxo (manjedoura), onde os animais comiam.

E foi nesse ambiente humilde, que nosso Senhor, Salvador e Rei viveu seus primeiros instantes na terra. Ainda na estrebaria, o bebê foi visitado e adorado por pastores, que foram avisados por anjos do acontecido maravilhoso. Mais adiante, já numa casa mais decente, Jesus foi visitado e adorado pelos três reis magos, que seguiram a estrela pelo céu, até chegar no local certo.

Essa é uma história que encanta todo mundo e é celebrada a cada Natal.

Palavras finais
As histórias mais populares da Bíblia nos ensinam a ter fé em Deus, qualquer que seja a circunstância. Falam dos planos d´Ele para a humanidade, da nossa obrigação de amar o próximo e de obedecer aquilo que Deus nos pede, sob pena de nos fastarmos do seu convívio. Finalmente, falam também do papel de Jesus como nosso Salvador.  

Essas histórias, de alguma forma, resumem toda a mensagem da Bíblia. Sua leitura é muito fácil e agradável. Vale a pena investir tempo para conhecê-las de perto.

Com carinho

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Thomas MendesAnônimo Recent comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Thomas Mendes
Visitante

acabei de ler as 10historias, vou levar pro resto da vida

Anônimo
Visitante
Anônimo

Li os 2 , Amei muito .. , achei tudo muito lindo .
Capacidade master 🙂