ANSIEDADE, COMO VENCER ESSE MAL

5
646001

A ansiedade é um sentimento natural e, portanto, é difícil evitá-la. Quem já não ficou ansioso antes de uma prova na faculdade ou uma viagem para o exterior, ou ainda na véspera de uma cirurgia? Acredito que todo mundo já passou por isso.

Agora, há um tipo de ansiedade que ultrapassa esse quadro, digamos assim, de normalidade. Refiro-me à pessoa que vive ansiosa por quase tudo e não consegue ter paz e curtir a própria vida. Essa é uma ansiedade destrutiva, que acaba por drenar as energias da pessoa e, em alguns casos, pode deixá-la paralisada.

É esse tipo de ansiedade destrutiva que vou discutir aqui. E começo lembrando que a raiz dela está no desejo de controlar as situações da vida, inclusive coisas que quase nunca podem ser controladas.

Por causa disso o filósofo francês Montaigne chegou a dizer: “Minha vida é cheia de infortúnios, a maior parte dos quais nunca me aconteceu.”

Esse tipo de ansiedade é tão destrutiva que chega a causar problemas físicos. Homens muito ansiosos têm quatro vezes mais chance de sofrer ataques cardíacos e a ansiedade constante diminui a resistência do corpo às doenças. E quando é adicionado a esse quadro crônico coisas como a insônia e a falta de alegria, o estrago causado pela ansiedade pode ser muito grande. 

Jesus alertou muito seus seguidores/as contra a ansiedade destrutiva (Mateus capítulo 6, versículos 25 a 34). Ele demonstrou saber que a ansiedade faz parte da vida das pessoas, mas que há um limite que não pode ser ultrapassado, sob pena da pessoa ficar doente. 

É interessante perceber que, por mais ansiosa que a pessoa seja, esse sentimento não muda em nada as circunstâncias da sua vida. Problemas vem e vão e a ansiedade não contribui em nada para eliminá-los. A ansiedade funciona como uma cadeira de balanço, passando a sensação de ação, mas deixando a pessoa no mesmo lugar. A ansiedade não gera qualquer resultado produtivo.

Deus é a resposta para a ansiedade destrutiva
As pessoas costumam ficar ansiosas por duas razões: Porque querem ter certeza que tudo em sua vida está sob controle e porque não confim suficientemente em Deus para ajudá-la. Em outras palavras, falta-lhes fé. Bem lá no fundo, as pessoas ansiosas acham que Deus não vai dar conta de controlar tudo tão bem como elas mesmas fariam – parece absurdo, mas essa é a mais pura verdade.

A Bíblia ensina que, em lugar de ficar ansioso/a, você deve entregar seus problemas para Deus (1 Pedro capítulo 5, versículos 6 e 7). Afinal, é n´Ele que nascem as melhores respostas, aquelas que você precisa.

É claro que você precisa fazer sua parte para tornar melhores as circunstâncias da sua vida – planejar, preparar-se, etc. Mas, feita sua parte, você precisa entregar seus problemas a Deus, como Jesus ensinou. 

E esse é o ponto de partida para vencer a ansiedade excessiva. Agora, fazer isso envolve um exercício de humildade, conforme lembrou o apóstolo Pedro  na passagem que citei acima. É preciso reconhecer a própria incapacidade de controlar as circunstâncias da própria vida e, humildemente, passar o controle para Deus. 

Outras sugestões para você
Outras sugestões que podem ajudar você a vencer a ansiedade são dadas a seguir. E a primeira delas é diminuir as fontes de ansiedade, aceitando as realidades da vida que você não conseguirá mudar, não importa o quanto venha a se esforçar.

Por exemplo, você nunca vai agradar todo mundo e às vezes será até rejeitado/a por alguma pessoa, passará por imprevistos, vai falhar de vez em quando, envelhecerá e provavelmente irá engordando à medida que a idade chegar, e assim por diante.  Aceite essas sem sofrer, sem se insurgir contra elas e você viverá melhor.

Em segundo lugar, procure viver mais no presente e menos no passado ou no futuro, como Jesus mesmo ensinou no texto que citei acima, ao dizer: lembre-se que “basta a cada dia o seu mal”. 

Quem vive demais no passado (“o tempo bom era quando eu…”), acaba por não aproveitar as oportunidades do presente. E quem vive demais no futuro (“vou fazer isso depois que me aposentar…”) também.

Analise com cuidado as outras fontes de ansiedade que afetam sua vida e as confesse a Deus. Caso não consiga fazer isso, peça a Deus sabedoria para te ajudar a dar esse passo.

Ore sempre e peça a Deus ajuda para enfrentar suas dificuldades. A chamada “oração da serenidade”, atribuída erroneamente a Francisco de Assis, é um guia muito bom para orientar esse tipo de oração:

Deus me dê a serenidade para aceitar aquilo que não posso mudar, a coragem para mudar aquilo que está a meu alcance e a sabedoria para diferenciar uma coisa da outra. Para viver um dia de cada vez, desfrutando cada momento, aceitando as dificuldades como um caminho para o crescimento espiritual e confiando sempre que Tu haverás de fazer o melhor… 

E persevere nesses propósitos, sem ligar muito para as circunstâncias. 

Com carinho

5
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Marcos Antonio de SousaVinicius MourafelizaBruno Rocha®Luiz Gustavo Martins Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos Antonio de Sousa
Visitante

Aleluia! Jesus nos ensina a dar prioridade ao reino de Deus – Mateus 6.33
Vencendo vem Jesus!

feliza
Visitante

Me encanto este blog. Obrigada Vinicius por seus excelentes escritos.

Vinicius Moura
Visitante

Obrigado, Feliza. Volte sempre.

Abs
Vinicius

Bruno Rocha®
Visitante

Parabéns pelo blog Vinicius!

Ótimo post. Sua visão do evangelho é muito parecida com a minha. Pra mim foi mto útil ler teu post.

Luiz Gustavo Martins
Visitante

Esse post me ajudou muito amigo!