A VIDA NÃO É PERMANENTE…

1
298

Toda vez que vou a um enterro – coisa que infelizmente vai se tornando mais comum, à medida que envelheço, – sempre lembro de como a vida não é permanente. E em como as coisas podem mudar rapidamente, inclusive para pior. Vai tudo bem na vida da pessoa e aí algo de ruim acontece.

Ficamos tão envolvidos com nossas atividades e preocupações diárias que vivemos como se as coisas fossem permanentes. Como se as pessoas que amamos fossem estar sempre à nossa volta. Como se sempre fôssemos ter saúde. Como se as coisas boas nunca fossem acabar. Mas, esse é uma grande engano, pois a vida humana é transitória. Como Bíblia mesmo nos ensina: tudo passa…

Penso que essa falta de percepção é uma defesa da nossa mente para nos proteger. Um escritor conhecido disse que pensar na morte é como olhar para o sol – trata-se de coisa que só se consegue fazer por pouco tempo de cada vez. Assim, vivemos como se tudo fosse permanente, como se as pessoas e coisas fossem continuar por aqui para sempre. Mas, isso é um grande engano.

E esse engano traz, muitas vezes consequência ruins. Por exemplo, muitas vezes deixamos de demonstrar amor e apreciação pelas pessoas, pensando que sempre haverá tempo para fazer isso. E muitas vezes perdemos a oportunidade certa.  

Às vezes, temos sorte e essa oportunidade realmente aparece – por exemplo, meu pai, pouco antes de morrer, passou vários dias no hospital e eu tive oportunidade de conversar muito com ele e despedir-me de uma pessoa muito, mas muito importante para mim. 

Outras vezes, quando percebemos, já é tarde demais. Certa vez, um amigo meu me disse, com lágrimas nos olhos, que nunca tinha falado para seu pai que o amava.

Há uma história na Bíblia que lida bem com essa questão. Pedro negou Jesus por três vezes, na noite em que Ele foi preso. E, quando se deu conta, arrependeu-se amargamente do que tinha feito. Deve ter pensado que nunca mais poderia dizer para Jesus como se sentia.

Mas, para surpresa de todos, Jesus ressuscitou. E Pedro teve uma nova oportunidade. Ele estava pescando no lago da Galileia, juntamente com outros discípulos, quando Jesus apareceu na praia. Pedro foi chamado de lado para uma conversa. E Jesus lhe perguntou, por três vezes, se Pedro o amava. E o apóstolo todas as vezes respondeu que sim. E ao final de cada resposta positiva de Pedro Jesus pediu-lhe para cuidar do seu povo (João capítulo 21, versículos 15 a 17).

Se Jesus não tivesse iniciado aquela conversa, certamente Pedro não teria tido coragem para dizer ao seu Mestre que o amava e quão importante Ele era na sua vida, pois estava profundamente envergonhado e sem graça. Mas, Jesus provocou Pedro a se posicionar: a hora seria aquela e não haveria outra. E Pedro correspondeu e foi perdoado. Aquele evento mudou a vida de Pedro, permitindo-lhe recuperar a auto-estima e vir a se tornar um dos líderes da igreja cristã.

Aprenda a lição de não perder o momento certo. Pode ser para dizer a uma pessoa que a ama. Ou para tentar falar de Jesus para alguém que está perdido. Ou para ajudar alguém que precisa muito. A vida não é permanente e tudo passa. E quando a oportunidade aparece, você não pode desperdiçá-la. 

Com carinho

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Monica Salles Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Monica Salles
Visitante
Monica Salles

Excelente matéria e nos faz pensar.