A “NOVA SOLIDÃO” E SEU REMÉDIO

2
12133

Estudos conduzidos em diversos países têm demonstrado que as pessoas se sentem cada vez mais solitárias – é o que os especialistas estão chamando de “nova solidão”. E esse problema vem gerando todo tipo de consequência ruim, como o aumento do uso de drogas, apatia e até suicídio.  

O que é a nova solidão
As mídias sociais – Facebook, Twitter, Instagram e outras – estão mudando a forma como as pessoas se relacionam: a conversa “olho no olho” está sendo trocada pela “conexão” via rede social (mensagens, comentários, etc).
As pessoas, conscientemente ou não, estão confundindo cada vez mais amizades verdadeiras com meros laços (conexões) que estabelecem via redes sociais – como esses laços são apelidados de “amizade” nas redes sociais, essa ilusão só faz aumentar.

As pessoas passaram a colecionar “amigos/as” como antigamente eu colecionava selos – quanto mais melhor. Algumas chegam a ter centenas de amigos/as no Facebook, enquanto não tem ninguém com quem abrir seu coração e dividir seus problemas e dificuldades.

Há até quem confunda tanto essas coisas que, quando sua proposta de “amizade” no Facebook não é aceita, sentem-se ofendidas – tempos atrás recebi um email de uma pessoa reclamando sobre isso.

“Conversas” que realmente ajudam a desenvolver um relacionamento profundo precisam acontecer em tempo real – ou seja, as duas pessoas precisam estar participando ao mesmo tempo – e, de preferência, quando cada lado pode perceber como o outro lado reage ao que está sendo dito.  

Postagens – textos, fotos, etc – colocados em redes sociais não são conversas e nem podem pretender substitui-las. São simplesmente uma troca de informações. Cada pessoa “posta” o que quer e quando quer, e quem acessa, faz isso quando entende ser o melhor momento e somente absorve aquilo que lhe interessa. Não há qualquer tipo de compromisso de parte a parte.

A dinâmica de uma conversa real é bem diferente. Há muito mais interação e apelo muito maior à mente e aos sentimentos. 

Outro problema nas relações via redes sociais é o anonimato. Protegida por ele, muitas pessoas conseguem construir imagens de si mesmas que nada têm a ver com a realidade. Algumas vezes as pessoas criam verdadeiros/as “personagens”, que as representam nos contatos, e gastam muitas horas vivendo essa realidade alternativa.

Redes sociais são boas para gerar informações e facilitar os contatos entre pessoas – são imbatíveis nessas funções e daí vem sua grande utilidade. Mas não são boas para aprofundar relacionamentos. Ao contrário, incentivam os relacionamentos rasos e sem substância.

A nova solidão aparece quando as pessoas acreditam no mito que as redes sociais vão garantir que elas nunca mais se sentirão sozinhas, por estarem sempre conectadas ao mundo. Afinal, as redes sociais não vão lhes proporcionar abraços amigos, ou mesmo dar condições para que alguém lhes enxugue as lágrimas ou venha a velar sobre seu sono.

Por isso a solidão das pessoas é cada vez maior. Elas privilegiam os contatos via redes sociais, onde precisam se expor menos e investir pouco esforço, e acabam com relacionamentos superficiais. Acabam mesmo sozinhas.

Enfrentando a nova solidão
Eu não estou de forma nenhuma recomendando para você deixar as redes sociais de lado. Nada disso. Estou apenas alertando para você aprender a fazer o melhor uso possível delas.

É preciso usar as redes sociais naquilo que elas são imbatíveis, como obter informações, conhecer novas pessoas e retomar contatos perdidos ao longo da vida.

Agora, invista a maior parte do seu tempo nos contatos verdadeiros, face a face. Aqueles contatos onde você terá que se expor mais, mas  também onde irá colher recompensas maiores. Invista na sua família e nos/as amigos/as que realmente participam da sua vida.

É por isso que eu, na minha caminhada espiritual, não mantenho apenas esse site. É verdade que falo com muita gente aqui no site e já fiz até algumas amizades. Mas isso não basta.

Por isso frequento uma igreja, dirijo grupos de estudo presenciais, trabalho em obras sociais, etc. Afinal, nada substitui o calor do contato humano direto.

E é exatamente pela mesma razão que recomendo a você frequentar uma igreja, uma célula de discipulado e outros locais onde você possa conviver de perto com o povo de Deus. Pode ter certeza que é nesses contatos onde você vai crescer espiritualmente de fato.

Com carinho

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Marcos Antonio de SousaDenise Feliciano Recent comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos Antonio de Sousa
Visitante

– Amém! Tema bastante atual! Determinada feita, eu solicitei a amizade de uma jovem e esta aceitou. Depois de alguns dias enviei uma mensagem para o seu site. Então no outro dia encontrei uma mensagem dela:
– ” Estou muito grata pela mensagem que você me enviou, Eu estava angustiada, confusa e abatida, aquela mensagem tem me ajudado muito! Sempre a leio! É uma injeção de ânimo para mim!”
– Eu, sinceramente fiquei mui feliz. Eu não sabia que aquela mensagem bíblica, ia surtir tanto efeito! Aleluia, Glória Deus!

Denise Feliciano
Visitante
Denise Feliciano

Tema muito bem escolhido Vinícius, paradoxalmente por medo de serem sós as pessoas ficam tão submersas na ilusão de amigos virtuais que se esquecem de construir relacionamentos verdadeiros e acabam se vendo verdadeiramente sós.