O PAPEL DE ISRAEL NO PLANO DA SALVAÇÃO

0
16534

Qual é o papel de Israel no Plano de Salvação que Deus estabeleceu para a humanidade? Qual é a diferença entre Israel e a igreja cristã? Acho que essas questões são relativamente simples de responder, mas as respostas muitas vezes ficam obscurecidas por uma série de concepções erradas. 

E a confusão somente vem aumentando com a mania recente de vários pastores de apelar para práticas de culto usadas pelos israelitas nos tempos do Velho Testamento – um bom exemplo é o “Templo de Salomão” que uma denominação evangélica acabou de inaugurar em São Paulo (veja mais).    

O papel de Israel
Israel foi o povo escolhido por Deus para cumprir uma missão fundamental: gerar o Messias, o salvador da humanidade. E o papel de Israel na história deve sempre ser olhado sob esse ponto de vista.

O povo de Israel foi estabelecido por Deus a partir de um homem muito sincero e fiel, Abraão. E para que esse povo pudesse levar adiante sua missão, Deus lhe prometeu um território, a Palestina, onde poderia viver, prosperar e se defender dos seus inimigos. Ali haveria de nascer e ser criado o Messias.  

Israel cumpriu sua missão mesmo aos trancos e barrancos. Passou por muitas dificuldades, como durante os 400 anos em que foi escravizado no Egito ou no período em esteve no exílio na Babilônia.  Teve também seus pontos altos durante os reinados de Davi e Salomão, reis ricos e poderosos. O fato é que Deus sempre intercedeu a favor de Israel para dar-lhe condições de cumprir seu papel.

O papel de Israel foi fundamental. E as promessas que Deus fez para os israelitas visavam facilitar a execução desse objetivo. É por causa disso que as promessas feitas a Israel, geralmente não se aplicam, nem poderiam ser aplicadas, a nós.

O papel da Igreja 
Nosso papel começou depois da morte e ressurreição de Jesus, conforme relata o livro de Atos dos Apóstolos. E trata-se de papel espiritual e não material. Não tem a ver com a manutenção de territórios físicos ou do estabelecimento de reinos poderosos. Nada disso. 

O papel da igreja, conforme Jesus deixou claro, é bem diferente. Trata-se de testemunhar sobre o Reino de Deus e contribuir para implantá-lo aqui. Portanto, as promessas feitas para nós têm cunho eminentemente espiritual e se destinam a nos dar condições de desempenhar o papel que nos foi atribuído. 

É claro que existem ramificações materiais, pois para podermos testemunhar o Reino de Deus e ajudar o próximo precisaremos estar vivos e em boas condições. Mas o foco não está no nosso bem estar material e sim no testemunho que precisamos dar para o mundo. 

Palavras finais
O papel de israel e da igreja cristã são ambos fundamentais. Mas são muito diferentes entre si. A Aliança de Deus com Israel envolveu a criação de condições materiais para que o Messias pudesse vir ao mundo, crescer e realizar seu ministério. O enfoque tinha que ser material e por isso Deus deu territórios a Israel, estabeleceu um reino ali, etc. Essa foi também a razão porque Deus tomou medidas para orientar Israel a construir um Templo, a lutar guerras, etc.

Vivemos o papel de testemunhar o Reino de Deus. É um enfoque diferente. O lado material entra indiretamente como um recurso necessário para que possamos executar as tarefas a nosso cargo. Foi por isso que Jesus não se preocupou de estabelecer reinos materiais, de construir templos, de criar exércitos e assim por diante.  

Foram duas Alianças com Deus totalmente diversas, uma com Israel e outra com a igreja cristã. Dois papéis diferentes. Deus deu a Israel e à igreja missões distintas e daí decorrem necessidades diversas. E Deus age para preencher essas necessidades, o que significa dar bençãos de diferentes naturezas a um (Israel) e à outra (a igreja cristã).    

Com carinho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here