QUEM VALORIZA MAIS AS PESSOAS?

0
103

Recentemente falei sobre a diferença entre as abordagens da auto-ajuda e do cristianismo na identificação e tratamento dos problemas das pessoas (veja mais). 

A linha de auto-ajuda procura motivar as pessoas a descobrir seu potencial não utilizado, valorizando aquilo que possuem e são. Já o cristianismo defende que as pessoas, devido às suas limitações, somente vão conseguir sucesso caso se apoiem na força de Deus.

Essa diferença de abordagem explica porque a auto-ajuda é cada vez mais popular. Afinal, ela parece valorizar melhor o ser humano. E as pessoas gostam daquilo que reforça sua auto-estima. O cristianismo, com sua ênfase no reconhecimento dos pecados pessoais, e apelo ao perdão e à Graça de Deus, parece fazer exatamente o contrário. Parece diminuir o valor das pessoas.

Mas essa é uma visão incorreta. Nenhuma religião valoriza tanto as pessoas quanto o cristianismo. E explico as razões. Em primeiro lugar, a doutrina cristã valoriza as pessoas porque identifica nelas a existência da vida, o “sopro divino”, dada por Deus. Por isso o assassinato é proibido e a Bíblia sempre enfatiza ações que concorrem para proteger a vida humana, como a ajuda material aos mais fracos ou a proteção aos oprimidos.

Em segundo lugar, a importância de cada ser humano está evidente no plano de salvação que Deus estabeleceu. O ponto principal desse plano é o sacrifício de Jesus, o Filho de Deus. E ninguém sacrificaria seu próprio filho por algo sem importância. Somente um amor incomensurável consegue explicar o que aconteceu. 

Finalmente, a importância de cada pessoa fica caracterizada pela presença do Espírito Santo na vida dela, como fala a letra da música que abriu este post. Isso prova que Deus se importa com tudo que acontece na sua vida. A Bíblia chega a dizer que até os cabelos da cabeça da pessoa estão numerados.

Cabe ao Espírito Santo levar a pessoa até Deus e mantê-la no caminho certo. Também cabe ao Espírito Santo interceder pela pessoa, para perdão dos pecados cometidos. E a Bíblia diz que isso é feito usando gemidos que não podem ser expressos em linguagem humana (veja mais). 

Concluindo, a auto-ajuda procura dar às pessoas um falso sentimento de poder. Faz com que elas se sintam bem. Mas evidentemente não traz soluções reais, pois as pessoas são limitadas naquilo que podem fazer, mesmo quando “libertam seu poder interior”. 

Você somente pode encontrar aquilo que precisa, a força e o apoio de que carece, em Deus. E somente Ele pode trazer o alívio necessário. Conforme Jesus disse: “venham a mim todos que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei…” (Mateus capítulo 11, versículos 28).

O cristianismo não faz pouco do ser humano. Apenas apresenta um diagnóstico verdadeiro e sincero dos seus problemas e dificuldades. Mas também ensina que o valor que você tem é enorme. Exatamente igual ao preço do sangue de Cristo, derramado por você na cruz.

Com carinho  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here