QUAIS SÃO AS SUAS BOAS NOVAS?

0
299

A palavra “evangelho” (no grego, “evangelion”) significa simplesmente “boas novas” ou “boas notícias”. Mas “evangelho” não trata de boas notícias comuns – do tipo “meu time ganhou no domingo” ou “passei um fim de semana ótimo” – e sim de coisas tão importantes que precisam ser divulgadas para todo mundo.

Nos tempos bíblicos, boas notícias importantes normalmente era apresentadas por um arauto do rei, em praça pública. Hoje, quem faz isso é a mídia (televisões, rádios, jornais e principais veículos da Internet), nas suas manchetes.

A vinda de Jesus ao mundo para nos salvar e os ensinamentos que Ele passou para as pessoas são as “boas novas” que estão anunciadas na Bíblia. E essas notícias maravilhosas precisam ser do conhecimento de todo mundo.

Foi exatamente isso que os primeiros seguidores de Jesus entenderam e começaram a se referir à proclamação da notícia da vinda ao mundo do salvador da humanidade como “boas novas” ou “evangelho”. E o nome pegou e por isso os quatro livros que abrem o Novo Testamento e falam diretamente sobre o ministério de Jesus (Mateus, Marcos, Lucas e João) foram batizados de “evangelhos”.

Esses são os quatro textos canônicos, pois estão incluídos no Cânone, ou seja na relação de livros que compõem a Bíblia, a Palavra de Deus.  

O núcleo das Boas Novas de Jesus 
Jesus falou sobre muitas coisas e, às vezes, as pessoas acabam se perdendo nos detalhes e perdendo de vista o significado mais amplo da sua mensagem, do seu Evangelho. 

É interessante perceber que o próprio Jesus explicou qual seria o cerne da sua mensagem logo no início do seu ministério na terra, quando falou para os judeus na sinagoga da vila onde fora criado, Nazaré. Os dirigentes daquela sinagoga lhe deram uma Bíblia (naquela época, composta apenas pelo Velho Testamento) para que Ele escolhesse um texto para ler e comentar, prática normal quando havia um rabi (mestre) visitante, caso de Jesus. 

E Eles escolheu um texto do profeta Isaías, conforme Lucas relata no capítulo 4, versículo 18:

O Espírito do SENHOR está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres, enviou-me para proclamar libertação para os cativos e restauração da vista aos cegos, para por em liberdade os oprimidos…  

Ao final da leitura, Jesus fez um comentário muito simples, mas extremamente poderoso: disse que a profecia de Isaías, feita cerca de 750 anos antes, acabara de se cumprir n´Ele. Jesus ali apresentou assim sua “plataforma de campanha”, ou seja disse publicamente a razão pela qual tinha vindo ao mundo e qual o significado do seu ministério na terra. 

Ele quis dizer, com essas palavras, que Ele veio implantar o Reino de Deus, por meio da nossa libertação do domínio do pecado. E o Reino de Deus é todo local onde a vontade do nosso Pai é feita, independentemente das circunstâncias e da vontade das pessoas.

E Jesus falou sobre o Reino de Deus em muitos momentos do seu ministério e inclui uma referência a ele na famosa oração do “Pai Nosso” – ali Ele nos ensinou a pedir a Deus que mande seu Reino (Mateus capítulo 6, versículo 10).

O evangelho de cada um de nós
Agora eu pergunto: qual é o seu evangelhoQue boas novas você gera, a partir da sua vida, para sua família, seus companheiros de trabalho, seus amigos, etc? Afinal, são elas que definirão seu legado neste mundo e também definirão como as demais pessoas reagirão à sua passagem nesta terra.

Será que suas novas são marcadas pelo perdão, pelo amor ao próximo, pela fé e pela misericórdia? Ou sua ênfase é nos seus direitos, na intolerância, na promoção da discórdia e assim por diante.

Aprenda com Jesus e divulgue boas novas que ajudem a libertar as pessoas das suas lutas e dificuldades. Que concorram para o bem e para o desenvolvimento do Reino de Deus aqui na terra.

Com carinho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.