POR QUE O TOURO NÃO MATA O TOUREIRO?

0
209

Preste atenção quando touro e toureiro se enfrentam numa arena. Por que o touro, muito mais forte e rápido, quase sempre acaba morto pelo toureiro? Simples: o touro ataca a capa que o toureiro balança diante de seus olhos para o distrair. O touro quase nunca vai em cima do inimigo verdadeiro, o toureiro, e aí…

Assim também costuma acontecer na vida espiritual de muita gente: os problemas não são resolvidos porque as pessoas não se concentram nas questões reais. Elas atacam o que é secundário e aí…

Uma situação assim ocorreu numa igreja que frequentei, anos atrás. Um dos ministérios não funcionava bem pois sua líder não era comprometida com a responsabilidade que tinha assumido. Em dado momento, outros/as líderes, mais atuantes e responsáveis, propuseram medidas para substituir a líder sem compromisso, mas o pastor da igreja argumentou que isso não seria cristão. E o tempo foi passando e a dificuldade nunca foi superada, até que a própria líder ineficiente se deu conta do mal que estava causando e pediu para sair.

A falta de vontade política do pastor para resolver o problema levou-o a desviar a questão verdadeira (a falta de compromisso com a obra de Deus) para outro tema (a necessidade de tratar todo mundo de forma cristã). O pastor colocou um cena um outro tema que funcionou como “capa”, impedindo que o problema real (o “toureiro”) fosse atacado. Com isso a solução do problema acabou adiada.

A vida espiritual costuma das pessoas costuma estar cheia de situações do tipo touro e toureiro. Por exemplo, ha´quem se afaste de qualquer contato com Deus por uma razão simples: não quer abandonar seus pecados de “estimação”. Ora, quando uma pessoa tem pecados de “estimação”, a presença de Deus incomoda e, então, ela busca uma zona de conforto que não a pressione a mudar de vida. E, para se justificar, cria para si mesma um monte de desculpas: culpa as igrejas e pastores/as, diz que não gosta da Bíblia, defende que todos os caminhos levam a Deus e assim por diante. Arruma um monte de “capas” para se distrair e não enfrentar o “toureiro” (a necessidade de mudar sua vida).

É comum também que pessoas ditas cristãs passem sua vida escolhendo quais mandamentos querem obedecer. E escolhem a dedo aqueles  que parecem compatíveis com seu estilo de vida – aqueles que não requeiram mudança real. Essas pessoas tentam construir um cristianismo “sob medida” para suas próprias necessidades. E para se justificar, criam suas próprias “capas”: nunca têm tempo pois são muito ocupadas, sempre procuram fazer o bem por onde passam, são contra o legalismo e assim por diante.

No livro do Apocalipse, na mensagem à igreja de Laodiceia, Jesus Cristo chamou  aquela comunidade de “morna” – nem “fria” e nem “quente”. As pessoas dessa comunidade tocavam suas vidas espirituais exatamente dessa forma, criando um monte de “capas” para desviar sua atenção dos problemas reais e não se sentirem incomodadas com isso. E Jesus Cristo fez uma advertência terrível:

Eu conheço bem suas obras, sei que você não é quente nem frio; e Eu desejaria que fosse uma coisa ou outra! Porém, já que você é meramente morno, eu estou a ponto de vomitar você da minha boca! Apocalipse capítulo 3, versículo

Aprenda com touro e toureiro: olhe para sua vida espiritual e veja se você não está se distraindo com as “capas” balançadas à sua frente, evitando enfrentar suas questões reais. 

Passe a ser um “touro inteligente” e use sua força espiritual para ir atrás dos verdadeiros “inimigos” da sua fé, coisas como acomodação, conforto diante do pecado, egoismo, falta de compromisso com a obra de Deus, etc.

Com carinho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here