MELHORANDO O RELACIONAMENTO COM DEUS

0
4254

O relacionamento das pessoas com Deus varia muito. Umas conseguem se tornar muito próximas d´Ele, enquanto outras permanecem numa relação morna por toda a sua vida. 

Mas, o que pode aproximar o ser humano de Deus? O que pode melhorar a qualidade do relacionamento com ElePara poder responder essa pergunta, primeiro é preciso entender as expectativas que cada parte – Deus e o ser humano – tem para manter esse tipo de relação. 

A grande motivação de Deus é seu amor por cada um(a) de nós. É claro que agrada a Deus que venhamos a amá-lo de volta, mas o sentimento d´Ele para conosco não depende de reciprocidade. Ele simplesmente nos ama e ponto final. Portanto, a justificativa para esse amor é encontrada no próprio Deus, na sua forma de ser e é por isso que a Bíblia afirma: “Deus é amor” (1 João capítulo 4 versículo 8). 

O ser humano é diferente e suas motivações para buscar um relacionamento com Deus são bem outras. Quase sempre as pessoas são motivadas a entrar nessa relação para receber de Deus coisas que querem e/ou precisam – proteção, bençãos, etc. Não deveria ser assim, os nossos motivos deveriam ser mais nobres, mas essa é a pura verdade.  

Agora, um relacionamento prospera quando as partes conseguem ter suas expectativas preenchidas, ou seja quando os resultados do relacionamento agradam as partes. Aí a relação tende a se fortalecer e a se aprofundar.

É por isso que quando os seres humanos entendem que suas demandas de proteção e/ou bençãos foram atendidas, eles se sentem agradados e tendem a aprofundar sua relação espiritual com Deus. E quando pensam que não foram atendidos, tendem a se afastar de Deus.  

Mas se o amor que Deus sente por nós nasce na sua própria natureza, ou seja não depende dos atos humanos, o que as pessoas podem fazer para agradar a Ele

A resposta para essa questão está na Bíblia, em Hebreus capítulo 11, versículo 6: sem fé é impossível agradar a Deus. Em outras palavras, se a pessoa quer agradar a Deus, precisa mostrar confiança n´Ele. E quanto maior essa confiança, mais Deus se sentirá agradado. 

Aí nasce uma outra dúvida: por que a fé agrada a Deus? Qual a conexão da fé com o amor que o ser humano eventualmente sente por Deus? A resposta a essas dúvidas fica mais evidente quando entendemos o significado do “amor a Deus”. 

Não se trata – e nem Deus espera isso de nós – de nutrirmos por Ele um sentimento como aquele que mantemos por quem é muito próximo, por exemplo, esposo/esposa, filhos(as), parentes ou amigos(as).

Deus é um ser incorpóreo e que vive em outra dimensão, logo dificilmente as pessoas conseguem ter um sentimento desse tipo por Ele. Isso simplesmente não é possível. O amor a Deus deve ser algo diferente.

De fato, o amor a Deus não é um sentimento e sim uma atitude. Uma escolha de vida. Trata-se de escolher agir como se Ele fosse a coisa mais importante das nossas vidas. Colocá-lo sempre em primeiro lugar.

E quando fazemos isso, tudo se passa, em termos dos resultados práticos, como se tivéssemos um sentimento real por Ele. Vou dar um exemplo, para você entender melhor isso.

Como sabemos que o amor de uma mãe por seus filhos/as é enorme? Simples, porque vemos essa mulher abrir mão até das suas necessidades pessoais para atender os/as filhos. Eles/as vem antes de tudo o mais. 

De forma similar, se colocarmos as coisas de Deus antes de tudo o mais, tudo se passa, na prática, como se tivéssemos um enorme sentimento de amor por Ele. E é isso que conta.

Mas só é possível tomar a decisão de colocar Deus em primeiro lugar quando nos convencemos que Deus é a coisa mais importante do mundo, por ser a origem de tudo que existe e a razão pelas qual nos mantemos vivos. Em outras palavras, quando percebemos ser totalmente dependentes d´Ele. E essa convicção vem da fé.

Resumindo, as pessoas só conseguem amar Deus, no sentido bíblico do termo, quando têm fé verdadeira n´Ele. E é por isso que não podemos agradar a Deus sem demonstrar fé. Uma coisa depende da outra. 

As pessoas que têm mais fé se tornam íntimas de Deus. As demais ficam num relacionamento morno. As primeiras agradam mais a Deus e Ele interage mais com elas. Simples assim.

Portanto, há uma escolha diante de cada pessoa: Você quer manter um relacionamento mais próximo com Deus? Se quer, precisa aprender a exercer sua fé. 

Com carinho   

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here