JESUS VEIO TRAZER ALÍVIO E DESCANSO

0
28

A experiência que tenho nas igrejas cristãs é que as pregações para evangelização de pessoas quase sempre procuram enfatizar a urgência em se decidir por aceitar Jesus. Os aspectos normalmente destacados nessas pregações costumam ser:

  • Ninguém sabe quando tempo vai viver e, portanto, é melhor aceitar Jesus agora, do que correr o risco de deixar para depois e perder a oportunidade.
  • Jesus vai voltar de forma inesperada e é preciso estar pronto/a para recebê-lo.

Essa abordagem não está errada, considerando o que a Bíblia ensina, mas estudos recentes mostram que ela é cada vez menos efetiva na sociedade atual. Esses estudos indicam que a estratégia de enfatizar a urgência apela mais para quem já é convertido/a. 

A abordagem que enfatiza a urgência era muito melhor antes, mas a sociedade e as pessoas mudaram muito, digamos, nos últimos 50 anos. E é preciso mudar a forma de se comunicar com quem não é convertido/as hoje em dia, se queremos ter melhores resultados.

Atualmente, a principal barreira a enfrentar, quando se deseja converter pessoas não cristãs, não é a falta de conhecimento sobre Jesus e sim a indiferença. É ela que mantém muitas pessoas longe de Jesus. Essas pessoas ouvem sobre Jesus e simplesmente não dão bola. Não se importam.

E apelar para a urgência da conversão não ajuda nada por uma razão muito simples: As pessoas hoje em dia já têm um monte de fontes de estresse na suas vidas – trabalho, estudos, problemas familiares, trânsito caótico, violência urbana, etc – e tudo que não precisam é mais estresse, vindo de uma pressão para se converter agora.

E já há muitas estratégias de marketing que apelam para o sentimento de urgência. Por exemplo, promoções só valem naquele determinado período de tempo. Muitas reportagens da mídia falam que as pessoas precisam mudar seu estilo de vida já – passando a comer melhor e/ou fazendo exercícios – pois sua saúde está em risco. E assim por diante. 

Ir pelo mesmo caminho só gera ainda mais estresse. Precisamos mostrar que a fé cristã vai em sentido contrário, diminuindo o estresse. Afinal, ela proporciona paz e tranquilidade. E restaura a esperança.

As pessoas precisam ficar maravilhadas com o que Jesus disse e com o que a fé n´Ele pode fazer em suas vidas. É isso que nos diferencia do mundo a nossa volta.

Ao sentirem perceberem essa diferença, as pessoas não convertidas se interessam em dar os passos necessários na direção de Jesus e fazer o investimento necessário para mudarem seus hábitos de vida, atendendo aquilo que Deus quer do ser humano.

E é interessante perceber que essa ideia de mostrar a diferença que a fé cristã faz na vida da pessoa foi enfatizada pelo próprio Jesus – basta ver o que Ele disse em Mateus capítulo 11, versículo 28:

Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.

Esse é o segredo do Evangelho: Ele proporciona descanso, paz e esperança para quem está cansado e sobrecarregado. E é sobre isso que precisamos falar.

Com carinho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here