AS PESSOAS QUE AMO VÃO PARA O CÉU?

3
9836

Perder uma pessoa querida é uma coisa devastadora – sei disso por experiência própria. O sofrimento é grande, mas pode ficar ainda pior quando há dúvida a pessoa que morreu foi mesmo para o céu.

Se você estiver com essa dúvida, esta postagem é para você. Vou tentar esclarecer essa questão em duas etapas. Primeiro, discuto quem será salvo/a, de acordo com o ensinamento da Bíblia. Depois, mostro para você como analisar a situação do seu ente querido.

Quem será salvo/a?
A Bíblia é clara sobre a condição para salvação:

Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo. Romanos capítulo 10, versículo 9

Repare que há duas coisas incluídas aí: Acreditar (ter fé) que Jesus é o salvadorassumir essa fé abertamente.

Agora, há algumas coisas adicionais a considerar. Primeiro, nem toda a pessoa que se declara cristã entrará de fato no céu, conforme o próprio Jesus alertou (Mateus capítulo 7, versículos 21 a 24).

E a razão é simples: A fé que salva é viva. Em outras palavras, ela não pode ser uma simples crença que não gera qualquer consequência, pois não transforma a vida da pessoa (Tiago capítulo 2, versículos 14 a 17). A fé precisa gerar resultado (obras).

Depois, nosso julgamento a respeito dessa questão é sempre imperfeito. Nós sempre julgamos as aparências, o exterior das pessoas com quem convivemos, e só Deus conhece o interior delas. 

E um bom exemplo disso é o ladrão, crucificado ao lado de Jesus. Ele aceitou Cristo como seu salvador nos minutos finais da sua vida e recebeu a garantia de ir para o céu (Lucas capítulo 23, versículo 43). Repare, esse homem nada fez de bom – ele mesmo admitiu isso – e ainda assim foi salvo. 

E a explicação para isso é simples: A fé que tomou conta dele nos minutos finais da sua vida era do tipo que teria gerado mudanças, caso ele tivesse sobrevivido. Era uma fé viva. E Deus sabia disso. 

A forma como a pessoa vive e os resultados que produz são boas pistas sobre a fé de determinada pessoa, mas nossa percepção sempre é limitada e pode falhar. Só Deus vê o quadro completo. Portanto, nunca acredite quando alguém, mesmo que seja pastor/a, afirme que determinada pessoa vai para o inferno, pois ninguém pode ter tal tipo de garantia.

A terceira coisa a considerar é o tamanho da misericórdia de Deus. Ele é muito mais misericordioso do que você ou eu. Por exemplo, eu nunca teria aceito a conversão do ladrão ao lado de Jesus e Deus fez isso. Eu pensaria que aquele homem queria apenas escapar da justa punição, mas Deus viu nele o que eu nunca conseguiria ter visto. 

E como fica a pessoa que amo? 
Acho que já deu para você perceber que ninguém pode ter certeza quanto à salvação ou não de outra pessoa. Simplesmente porque não temos informação suficiente e nosso julgamento é falho. 
A pessoa pode parecer ser um/a crente verdadeiro/a, mas seus problemas podem estar mascarados pela hipocrisia que engana a todo mundo. Ou a pessoa pode ter sido grande pecadora, mas se converteu no último minuto, como o ladrão ao lado de Jesus. Quem pode garantir uma coisa ou outra? Simplesmente, ninguém.
E nunca deixe de levar em conta a enorme misericórdia de Deus, conforme comentei acima. Onde você ou eu não vemos esperança, Deus pode operar e mudar as coisas.
Concluindo, meu conselho para você é apenas confie em Deus! Exerça sua fé, aceitando que Ele é justo, amoroso e misericordioso. Portanto, Ele fará o melhor e o certo.

A pessoa que você ama está nas melhores mãos possíveis, tenha certeza disso. E descanse em Deus.

Com carinho

3 Comentários


  1. Notice: get_user_by_email está obsoleto desde a versão 3.3.0! Use get_user_by('email') em seu lugar. in /home/sercrist/public_html/wp-includes/functions.php on line 3832
    João Batista da Silva Machado

    Concordo em quase tudo. Porém, creio que, apesar de o exemplo do ladrão da cruz nos dá uma “panorâmica” da misericórdia de Deus, ela pode não servir para nós, porque o ladrão morreu antes que a igreja fosse fundada. após Atos 2, o que nos salva é o Batismo em Nome de Jesus e o Batismo no Espírito Santo (Atos 2:38-39). E, sim, tudo o mais o que está no texto.


    • Notice: get_user_by_email está obsoleto desde a versão 3.3.0! Use get_user_by('email') em seu lugar. in /home/sercrist/public_html/wp-includes/functions.php on line 3832
      Vinicius Moura

      Caro João Batista

      Não é o batismo que salva e sim a aceitação de Jesus como Salvador (“quem com o coração crer e com a boca confessar, será salvo”). Quando o texto bíblico fala em quem “crer e for batizado”, o “for batizado” equivale à expressão “quem com a boca confessar”, ou seja, o batismo é a expressão pública da aceitação de Jesus como Salvador.

      Se fosse o batismo que salvasse, um bebê que morresse antes de ser batizado não seria salvo. Essa é uma crença que os católicos mantiveram por muito tempo (quando criaram a doutrina do “limbo”), que depois abandonaram.

      Ainda mais, nessa discussão toda, estamos falando do “batismo nas águas”. O batismo no Espírito Santo é coisa diferente – trata-se de revestimento de poder (Atos 1:8) para poder realizar a obra de Deus. É outro contexto.

      Abs

  2. Amém! Somente Deus sabe de todas as coisas. Agora é lamentável que muitos dos que se encontram na igreja e até exercem liderança eclesiásticas não herdarão o reino de Deus – Mateus 7
    Deus é justo e sabe de todas coisas, descanse em Deus – Salmo 139

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here