VOCÊ SABE DA ÚLTIMA NOVIDADE?

0
239114

Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Aquele que fala mal do irmão ou julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; ora, se julgas a lei, não és observador da lei, mas juiz. Tiago capítulo 4, versículo 11

Eu tive um amigo – vou chamá-lo João – que era uma pessoa muito boa. Mas ele adorava uma fofoca. Bastava chegar perto dele e dizer “vou contar para você a última fofoca”, e ele se sentava, com os olhos brilhando, dizendo, sem qualquer vergonha: “conta, conta.” 

Pelo menos o João não era hipócrita e assumia que gostava de fofoca. Muitas pessoas não são assim: embora gostem de fofoca, dificilmente assumem essa falha de caráter.

E como eu sei que muitas pessoas gostam de fofoca? Simples: Basta levar em conta o sucesso de revistas como “Caras”, e a audiência dos programas de televisão e sites dedicadas a discutir a vida íntima de pessoas famosas. E ainda pior, basta viver o dia-a-dia de uma igreja para constatar que as fofocas rolam soltas – é triste, mas essa é a verdade. 

A passagem escrita por Tiago, citada no início desta postagem, levanta a questão da fofoca e ensina o povo cristão a ser cuidadoso com aquilo que ouve, fala e, principalmente, divulga.

Por que Tiago, inspirado pelo Espírito Santo, teve essa preocupação toda? Eu explico.

O poder destruidor da fofoca
A fofoca tem grande poder destruidor: Já vi pessoas deixarem de frequentar uma igreja ou amigos brigarem por causa desse tipo de coisa. 

E os/as fofoqueiros/as, na maioria das vezes, nem se dão conta do mal que causaram ao próximo. Apenas “saboreiam o prato” suculento de divulgar notícias embaraçosas sobre outra pessoa, sem medir as consequências do que fizeram. E isso é pecado.

A fofoca é pecado porque viola o mandamento de amar o próximo (ou seja, tratar o próximo como gostaríamos de ser tratados). Ninguém gosta de ser objeto de fofoca, portanto ninguém deve espalhar e/ou curtir fofocas sobre o próximo. Simples assim.

E há outro pecado associado à fofoca: Quem faz isso está trabalhando para Satanás. Repare que no Apocalipse (capítulo 12) Satanás é identificado como aquele que difama e espalha mentiras. Portanto, quem espalha fofocas faz a obra dele, mesmo que não se dê conta disso. 

Como evitar a fofoca
Tenho usado duas regras simples para me ajudar a identificar, prevenir e lidar com possíveis fofocas.

A primeira regra é colocar-me no lugar da pessoa objeto de uma informação sendo divulgada e ver como me sentiria a esse respeito. Se perceber que ficaria triste e ferido, caso aquela informação fosse divulgada, evito fazer o mesmo com a pessoa em questão. 

A segunda regra é ir até a pessoa alvo da fofoca, sempre que for possível, e contar para ela o que está acontecendo. Não conto necessariamente quem está espalhando o rumor, a não ser que seja absolutamente necessário, para não tornar o problema ainda maior. 

Esse segundo conselho pode parecer difícil de seguir, mas lembre-se sempre que, se você fosse o alvo, certamente gostaria de saber o que está acontecendo nos bastidores. 

A primeira ação previne a fofoca, impedindo-me de embarcar nesse caminho sem me dar conta. A segunda ação minimiza o efeito da fofoca, deixando claro para a pessoa alvo dela que sou seu aliado nessa questão.

Com carinho

Deixe um comentário

avatar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
Notify of