O DEUS DA RESSURREIÇÃO

0
131

Há várias relatos na Bíblia sobre ressurreição. A mais famosa e importante é a ressurreição de Jesus, que comemoramos hoje. Mas também há outros casos, como o de Lázaro (João capítulo 11, versículos 1 a 46) e a do filho da viúva de Naim (Lucas capítulo 7, versículos 11 a 17). 

Esses fatos provam que cremos num DEUS DA RESSURREIÇÃO. Onde há morte, Ele age para gerar vida.

Lázaro estava morto há quatro dias, enterrado numa gruta fechada por grande pedra. Jesus chegou e o chamou de volta à vida. E Lázaro apareceu vivo, ainda enrolado nas faixas que eram usadas naquela época para enterrar pessoas.

Seguir o Deus da Ressurreição significa ter certeza que a história humana vai muito além da aparência e onde parece haver morte, a vida pode voltar a florescer. E é exatamente isso que Ele tem feito muitas e muitas vezes.

Nelson Mandela, o grande líder da África do Sul, ficou preso durante décadas, por ser contra o regime de discriminação racial que havia em seu país. Sofreu muito mas não perdeu a fé (ele era metodista), mesmo quando parecia não haver esperança.

Certo dia, o regime ditatorial que governava aquele país percebeu que não mais tinha como controlar a população negra e querendo evitar um banho de sangue, buscou Mandela para fazer um acordo. Prometeram a Mandela que ele iria ser libertado e poderia até se tornar Presidente do pais, com a condição que abrisse mão da vingança, da retribuição de todo mal que os brancos tinham causado aos negros. 

Mandela sabia que o regime em vigor estava fraco e podia ter se negado a fazer o acordo e simplesmente aguardado que o governo caísse de “podre”, como aconteceu em outros países da África. E depois cobrar a vingança com “juros e correção monetária”. Mas como cristão, Mandela sabia que esse caminho não iria construir uma sociedade estável, somente perpetuar a vingança e a violência.

Ele se tornou Presidente e usou seu prestígio para reconciliar os dois lados da nação. Instituiu um Tribunal da Verdade, onde os torturadores precisavam ir e confessar seus crimes, expondo à luz do dia o mal que tinham feito. Mas não sofriam punição física – nenhum dos perseguidores foi para a cadeia ou sofreu violência – somente moral. E cenas de perdão quase impensáveis aconteceram naquele tribunal. Coisas que a gente só acredita porque há registros confiáveis do que aconteceu ali. 

A África do Sul, naquele Tribunal, caminhou para a reconciliação, para cicatrizar suas feridas. Tudo isso porque um cristão decidiu apostar que o amor e o perdão, mortos até então na África do Sul, iriam ressurgir, com a ajuda de Deus. Mandela simplesmente teve fé no Deus da Ressurreição.

Comemoramos hoje a ressurreição de Jesus. O dia em que os discípulos testemunharam que seu corpo não mais estava no túmulo e as promessas da Bíblia sobre o Messias tinham sido cumpridas n´Ele.

Por isso o dia de hoje fala de ressurreição e não só a de Jesus, mas também todas as outras trazidas por Deus, como aquela liderada por Mandela. E também pode significar o início de uma ressurreição na sua vida.

Será que há algo em você que morreu? Será que o amor ou a esperança ou mesmo a fé desapareceram, sepultados que foram debaixo da pedra gigantesca dos seus problemas ou das circunstâncias ruins às quais sua vida está presa? Será que você sente “enterrado” numa gruta escura, sem qualquer perspectiva de voltar a uma vida normal? 

Há um ditado popular que ensina uma grande verdade: “onde você colocou um ponto final, Deus vem e muda esse ponto final para uma vírgula…” E essa é uma ótima notícia para você.

Deixe-se surpreender pelo Deus da Ressurreição. Abra seu coração e deixe Jesus entrar e agir. Basta ter fé e buscá-lo. Uma Feliz Páscoa para você

Com carinho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.