QUANDO A PESSOA QUER AGILIZAR A AÇÃO DE DEUS…

0
112

O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia…”                                           2 Pedro capítulo 3 versículo 9

O tempo de Deus (“kairos”) é diferente do tempo em que vivemos (“chronos”). A Bíblia chega a dizer que para Ele um dia é como mil anos e mil anos como um dia (2 Pedro capítulo 3 versículo 8).

E essa diferença nos conceitos de tempo traz dificuldades para quem tenta viver as promessas de Deus. Frequentemente as pessoas lutam para conseguir esperar pelo tempo d´Ele, pois às vezes o prazo de espera é longo. Por exemplo, Isaque orou 20 anos para que sua mulher, Rebeca, viesse dar-lhe filhos.  

Ora, duas coisas costumam acontecer quando a promessa de Deus tarda em se cumprir, dentro do ponto de vista humano. Uma delas é a pessoa desistir, entregar os pontos, e, por conta disso, acabar perdendo a promessa. A outra possibilidade é a pessoa tentar “agilizar” a promessa de Deus. Querer dar uma “ajudinha” para que se cumpra mais rápido.

Isso pode parecer absurdo, mas é mais comum do que parece. A Bíblia traz vários exemplos disso e um dos melhores é o caso de Sara, mulher de Abraão (Gênesis capítulos 16 e 21).

Sara era estéril mas havia uma promessa de Deus para Abraão que ela haveria de gerar um filho  seu. Mas os anos passavam e a promessa não se cumpria. E Sara sabia que estava ficando cada vez mais velha. Aí ela resolveu dar uma “ajudinha” a Deus. Ofereceu sua escrava, Hagar, para que Abraão gerasse um filho dela. Tecnicamente tal filho, sendo Hagar uma escrava, pertenceria à sua senhora, Sara. De certa forma, se o plano funcionasse, a promessa teria sido “cumprida”. 

E o plano pareceu funcionar: Hagar deu à luz um menino, Ismael. Mas Deus tinha outros planos: o filho que cumpriria a sua promessa viria da própria Sara, Isaque. E quando ele nasceu, imediatamente um problema foi criou. Ismael era o filho mais velho e a ele deveria caber o direito de primogenitura. Mas o “filho da promessa” era Ismael. 

E desde cedo criou-se uma rivalidade, um jogo de ciúmes, que acabou por levar Hagar e Ismael ao exílio – uma história muito triste. Se Sara não tivesse tentado “ajudar” promessa se realizar, nada daquilo teria acontecido. Sua fé não foi suficiente para aguardar o tempo de Deus. E ela gerou um problema para a sua família – a rivalidade entre os descendentes de Isaque (judeus) e Ismael (povos árabes) nunca cessou ao longo da história.

Se Deus faz uma promessa, haverá de cumpri-la integralmente, isso significa fazer o que foi prometido e no tempo certo. Uma promessa não pode ser considerada cumprida, de fato, caso venha a se realizar no tempo errado. Simples assim.

Portanto, quando você estiver esperando por uma promessa de Deus se cumprir, somente faça aquilo que for condição para seu cumprimento (conforme tiver sido estabelecido por Ele mesmo). Isso porque há promessas que são condicionais, dependem de algo que a pessoa faça. Enquanto há outras que são incondicionais, como aquela que Deus fez para Abraão de dar-lhe um filho.

Só faça aquilo que Deus pediu a você para fazer. Se Deus não lhe pediu nada, não faça nada. Apenas ore e aguarde. Ore para ter fé e continuar esperando pelo kairos, o tempo de Deus. 

E pode ter certeza que, se você agir assim, o verá agir de forma maravilhosa. Afinal, as coisas que vêm de Deus são assim.

Com carinho 

 
The following two tabs change content below.

Vinicius Moura

Nasci em 1951. Já estou entrando naquela idade em que as pessoas não mais buscam aventuras, mas, de certa forma, este blog é uma aventura para mim, pois não sei bem o que esperar dele. Sou evangélico desde o nascimento. Sou também autodidata e venho me dedicando a esse tipo de estudo há mais de 20 anos. Tenho a oferecer, no papel de mediador deste blog, a experiência que acumulei ao longo de todos esses anos. Quero mostrar para as pessoas um cristianismo que liberta o ser humano – do pecado, das ansiedades, da falta de sentido, etc – e não uma religião dogmática, que aprisiona, pela imposição de um monte de regras e através da culpa.

Últimas postagens de Vinicius Moura (ver todos)

DEIXE UMA RESPOSTA