O ANIVERSÁRIO DO ESPÍRITO SANTO

0
93

A agenda anual da nossa sociedade inclui dias dedicados às mães, aos pais, aos namorados(as), à mulher, etc. Existe em cada uma dessas datas o objetivo de fazer as pessoas se lembrarem de alguém importante na vida delas ou de algum tema social de interesse, normalmente relacionado com um grupo menos favorecido.

Da mesma forma, o conceito de comemorar o dia em que a pessoa nasceu – seu aniversário – tem por objetivo fazer com que todos se lembrem dela.

É interessante perceber que a prática de ter um dia do ano dedicado a determinado tema já existia nos tempos bíblicos. Depois que o povo de Israel saiu do Egito, sob a liderança de Moisés, Deus estabeleceu certas festas religiosas para festejar diferentes temas – a Páscoa comemorava a saída do povo do Egito, o Dia do Perdão (Yom Kippur) servia para o povo lembrar dos seus pecados coletivos e pedir perdão e assim por diante.

Jesus inovou ao instituir não um dia mas um ato – a Santa Ceia – para fazer as pessoas lembrarem da sua morte. E assim todos os cristãos periodicamente comem um pedaço de pão e tomam um gole de vinho (suco de uva) em atendimento a essa ordenança. 

Penso que  Deus instituiu dias ou atos para lembrar determinadas coisas porque Ele sabia que, deixadas por sua própria conta, as pessoas não iriam fazer isso. Nem todos lembram de suas mães como deveriam e aí são, de certa forma, obrigados a fazer isso pelo menos uma vez por ano, no dia em que elas são comemoradas. Igualmente, o aniversário de casamento é a data em que o casal deve se lembrar do compromisso que assumiu de levar uma vida conjunta.

O fato é que as preocupações do dia a dia acabam por engolir as melhores intenções das pessoas. Marcos de comemoração, portanto, permitem às pessoas, de alguma forma, reafirmarem compromissos que assumiram anteriormente e que poderiam acabar esquecidos. 

Sendo assim, proponho uma novidade para sua vida: passe a comemorar com alegria o aniversário da sua conversão. Trata-se daquela data em que você passou a ter certeza que Jesus entrou na sua vida para ficar. O dia em que sua vida mudou de rumo.

Pode ser que você, assim como eu, tenha se convertido aos poucos e não tenha um dia específico na sua memória. Mas sempre haverá um dia em que você teve uma experiência especial com Jesus – pode ter sido uma palavra que lhe causou muita emoção, a resposta a uma oração, ou algo assim. E você pode eleger esse dia como referencia.

Definido o dia, marque-o bem na sua agenda e passe a comemorá-lo. Mas como fazer isso? Quem deve ser celebrado?

Certamente não será você mesmo/a, pois salvação não é obra do ser humano – ela ocorre pela Graça de Deus. Estará sendo comemorada a obra do Espírito Santo – quando Ele tocou sua vida e o(a) trouxe para junto de Jesus. 

Jesus já é comemorado no Natal (nascimento), na Páscoa (morte e ressurreição) e na Santa Ceia. Essa nova data vai comemorar o Espírito Santo. 

Esse passará a ser o seu dia com o Espírito Santo. Quando ele chegar, agradeça e louve a Deus, durante todo o dia. E, sobretudo, renove seus votos de compromisso com Ele. 

Com carinho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here