Principal Doutrina Cristã ANIMAIS PODEM IR PARA O CÉU?

ANIMAIS PODEM IR PARA O CÉU?

3
199

Outro dia uma adolescente me perguntou se animais podem ser salvos, se há um céu esperando por eles. Essa pergunta, aparentemente trivial, é importante porque os animais são muito importantes para várias pessoas: são seus companheiros de vida e fonte de carinho constante. Parte fundamental das suas vidas. Daí porque a ideia de que os seus queridos não tenham a possibilidade de um futuro no céu as deixe tristes, como a amiguinha que me fez a pergunta.

Para responder, é preciso entender, à luz da Bíblia, o que significa ir para o céu ou o inferno. Trata-se de definir como será o relacionamento de cada ser humano com Deus na chamada Vidas Eterna, aquela que irá existir no final dos tempos. O céu corresponde a uma vida junto d´Ele, cheia da felicidade que daí decorre. O inferno é exatamente o contrário disso.

E o caminho de cada pessoa será consequência direta das escolhas que ela tiver feito na sua vida. E quem aceitar Jesus como Salvador será salvo, irá para o céu. Assim, parece correto dizer que não é Deus quem coloca as pessoas no inferno e sim a própria pessoa, mediante suas escolhas.

Logo, só faz sentido falar sobre céu e inferno com quem tenha capacidade para fazer escolhas, ou seja quem disponha de livre arbítrio. Mas somente livre arbítrio não basta: é preciso conhecer a diferença entre o bem e o mal. Uma criança tem capacidade para fazer escolhas, mas não sabe a diferença entre certo e errado e, portanto, não é responsável pelas escolhas que faz.

Em resumo, somente quando existe livre arbítrio e consciência do que é certo faz sentido responsabilizar um ser vivo pelos seus atos – a Bíblia chama as escolhas erradas de pecados. 

Mas somente os seres humanos têm essa capacidade pois foram feitos à imagem e semelhança de Deus (Gênesis capítulo 1, versículo 26). Os animais agem por intinto, pois não têm consciência dos seus atos no sentido que acabei de definir. 

Assim, não faz qualquer sentido dizer que o leão é pecador por matar a zebra – ele faz isso instintivamente porque tem fome e precisa sobreviver. Não há como aplicar o mandamento “não matarás” para ele. Simples assim.

Os animais não tem capacidade para pecar e, portanto, o conceito de céu ou inferno não se aplica a eles. Não faz sentido falar em salvação para um cachorro ou um gato, pelo menos no sentido que a Bíblia dá a esses conceitos. 

Isso não significa que os animais estarão ausentes do céu. Acredito (mas isso é apenas uma opinião) que eles estarão presentes sim, pois fazem parte da criação de Deus. Agora, não sei como isso se dará, pois a Bíblia nada fala a respeito. 

Com carinho       

 
The following two tabs change content below.

Vinicius Moura

Nasci em 1951. Já estou entrando naquela idade em que as pessoas não mais buscam aventuras, mas, de certa forma, este blog é uma aventura para mim, pois não sei bem o que esperar dele. Sou evangélico desde o nascimento. Sou também autodidata e venho me dedicando a esse tipo de estudo há mais de 20 anos. Tenho a oferecer, no papel de mediador deste blog, a experiência que acumulei ao longo de todos esses anos. Quero mostrar para as pessoas um cristianismo que liberta o ser humano – do pecado, das ansiedades, da falta de sentido, etc – e não uma religião dogmática, que aprisiona, pela imposição de um monte de regras e através da culpa.

3 Comentários

  1. Na minha infância eu lia e recebia livros, folhetos e bíblias ilustradas de como seria no Céu ou Paraiso. Nas imagens tinham pessoas sorrindo… Casais felizes , cachoeiras, crianças brincando com onças. e todos os tipos de animais, com arvores frutíferas enfim, realmente um lugar perfeito. Então esses dias meu namorado falou, Como será no Céu, então começamos a refletir juntos. Ruas de ouro? Ou terá cachoeiras, e animais? Iremos reconhecer um ao outro na vida eterna ou não. Entao eu disse que achava que não iriamos lembrar um do outro. Porque poderíamos por exemplo sentir falta de um amigo(a) ou esposo(a) que não foi salvo, e ficaríamos tristes ao pensar que aquela tal pessoa estaria naquele momento no sofrimento eterno. E não seriamos infinitamente felizes como a bíblia promete essa felicidade para os salvos. Então Vinicius oque você acha sobre este breve pensamento? Dê-nos a sua opinião.A PAZ DO ''SENHOR" Camila. Obrigada…

     
    • Jesus nos ensinou algumas coisas sobre o céu. Uma delas foi que lá as relações entre as pessoas não serão como as daqui – ele falou isso respondendo a uma pergunta sobre com qual marido uma mulher que se casou várias vezes ficaria no céu. Jesus disse que lá não há casamento.

      Por correlação, entendemos também que as outras ligações humanas que mantemos aqui – pai, filho, amigo, etc – não serão mantidas lá. As relações lá serão novas. Totalmente diferentes.

      O segundo ensinamento de Jesus, dado na parabola do rico e do Lázaro, foi que vamos nos reconhecer no céu. Isso é saberemos o que cada pessoa significou para nós na vida terrena. Isso fica claro, quando o rico, condenado ao inferno, pede a Abraão para voltar e convencer seus irmãos a mudar de vida. Ela sabia que tinha tido irmãos na terra e se preocupava com eles.

      Agora, não acredito que vamos sentir qualquer tristeza pela falta de alguém que nos foi querido. Estando junto a Deus, que é a fonte de todo bem e felicidade, não haverá mais espaço para tristeza. Simples assim.

      Espero ter respondido sua dúvida.

      Vinicius

       

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here