O DEPOIMENTO DE UMA MULHER CORAJOSA

0
125

…Eu tenho um gene defeituoso, BRCA1, que aumenta radicalmente minha chance de desenvolver cancer de mama e dos ovários. Meus médicos estimaram que tinha 87% de chance de desenvolver câncer de mama e 50% de ovário, embora esse risco varie para cada mulher.


Assim que fiquei sabendo dessa realidade, decidi ser pró-ativa e minimizar o risco o quanto pudesse. Tomei a decisão de fazer uma mastectomia dupla preventiva. Comecei com os meus seios, porque o risco de cêncer ovariano é menor e a cirurgia dos seios é muito mais complicada.  


… Estou divulgando essa informação porque espero que outras mulheres possam se beneficiar da minha experiência. O câncer ainda é uma palavra que causa medo no coração das pesoas, produzindo um profundo sentimento de impotência. Mas hoje é possível saber através de um simples exame de sangue se você é altamente suscetível de de desenvolver esses tipos de câncer e fazer algo a respeito.

… A decisão de fazer uma mastectomia não foi simples. Mas eu me alegro de tê-la tomado. Minhas chances de desenvolver câncer de mama cairam de 87% para apenas 5%. Posso dizer para meus filhos que não precisam mais ter medo de me perder para o câncer de mama.   

 … Em termos pessoais, eu não me sinto menos mulher. Sinto-me fortalecida por ter feito uma escolha importante que de nenhuma maneira diminuiu minha feminilidade… Angelina Jolie, artista, 37 anos


Achei esse depoimento tão importante que quis dividi-lo com vocês. Embora Angelina não seja cristã, o que ela disse e fez está em total acordo com o que a Bíblia ensina.

Primeiro, ela não teve medo de dar seu testemunho – falar sobre o que viveu e os resultados que obteve. Testemunho é uma palavra bonita para propaganda boca-a-boca, coisa que fazemos normalmente, recomendando lojas, restaurantes, etc. Mas muitas vezes não dividimos dificuldades por vergonha ou para manter a imagem que temos. Testemunho é sobretudo um ato de amor ao próximo, uma forma de ajudar os outros a não cometerem os mesmos erros. 

Em segundo lugar, Angelina foi pró-ativa – conheceu seu problema e foi atrás da melhor solução ao seu alcance. Não ficou sentada, adiando a decisão.

Depois, ela teve responsabilidade com seu corpo, coisa que poucas pessoas fazem de forma efetiva. As pessoas sabem que não podem fazer certas coisas (como comer determinados alimentos) ou que precisam fazer outras (como exercícios) e não fazem o que precisam – ficam adiando (eu mesmo nunca faço os exercícios físicos que preciso). Nosso corpo, ensina a Bíblia, é uma dádiva de Deus e o templo do Espírito Santo e é nossa obrigação cuidar bem dele.   

Em quarto lugar, ela passou uma mensagem de esperança – de que é possível olhar os problemas da vida de frente, ao invés de ficar se lamentando e culpando Deus e/ou os outros. 

Finalmente, ela provou que ser mulher é muito mais do que simplesmente manter um corpo perfeito – e precisamos lembrar que ela é uma artista, para quem a imagem física é muito importante.

Bravo, Angelina. Belo exemplo. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here